terça-feira, 13 de agosto de 2019

⤵NA FRENTE DA SEDE DO GOVERNO: Agentes de endemias protestam contra extinção da categoria no Amazonas

Extinção dos Agentes de endemias: Os trabalhadores querem entende o por quê do corte de um setor tão necessário


NA FRENTE DA SEDE DO GOVERNO 
Agentes de endemias protestam contra extinção da categoria no Amazonas

Manaus/AM - Um grupo de agentes de endemias estado na frente da sede do Governo e exigem uma reunião com o governador Wilson Lima, para discutir uma suposta extinção da categoria solicitada pela Fundação de Vigilância e Saúde do Estado (FVS/AM) através de um documento.

Desde a última quinta-feira da semana passada, os agentes paralisaram as atividades e se juntaram as demais classes que lutam contra a lei de congelamento de salários sancionada por Lima. A suspensão das atividades foi aderida em pelo menos 35 municípios no interior.

VÍDEO EM DESTAQUE

👉VÍDEO -  Agentes de endemias protestam contra extinção da categoria no Amazonas. Veja direto no Youtube

Segundo Lourisval Pereira, presidente do sindicato Sindagentes,  os profissionais já trabalham com os salários atrasados há mais de 3 meses e condições precárias e agora podem ser dispensados a qualquer momento:

“População, vocês correm um sério risco, porque se nós formos extintos quem vai fazer o trabalho de prevenção nas suas residências, quem vai combater o aedes agepty, que transmite a dengue, a chicungunya? Vai ser um caos para a saúde pública”, afirmou Lourival.

"Onde estão as instituições a nível nacional, que se dizem representante da categoria, que mais uma vez silencia-se, em face de um absurdo como esse? Silenciaram-se diante das demissões em massa, realizada em vários estados, inclusive na capital do Rio de Janeiro, que chegou a demitir 1.500 agentes comunitários de saúde. Continuarão omissas ou teremos que chamar a atenção para que exerçam o papel, que simulam que o fazem? Essa postura de forcar em Brasília, deixando as bases entregues aos gestores (governadores, prefeitos, secretários de saúde etc) para defender o que já está garantido por lei, não está dando certo. São milhares de demissões todos os anos, todas alimentadas pela negligência dos que deveriam defender os interesses básicos da categoria e não o defendem. São mais de 222 mil ACS/ACE sem direitos fundamentais garantidos. Enquanto as supostas lideranças ficam estabelecendo pautas alienígenas, que não representam mudança alguma para quem está sofrendo em suas bases, declarou Samuel Camêlo, coordenador Geral da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (Entidade que usa as redes sociais para potencializar a luta da categoria na defesa de seus direitos a quase 20 anos. A mais de uma década denuncia as negligências que a categoria vem sofrendo, pelos que deveriam defendê-la).

Os trabalhadores querem entende o por quê do corte de um setor tão necessário, principalmente em um período de pico de endemias, que já começou no estado. Eles querem o Governo os receba para discutir a situação, mas até o momento, não houve nenhum posicionamento da parte das autoridades.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Jornal (81 9.8766-4082).

DÊ SUA OPINIÃO SOBRE O CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU.
Para registrar sua opinião, use o seu perfil do Facebook, logo abaixo da matéria, na barra de manifestação.







Apesar de ficarem em desvantagem em alguns aspectos, mantêm-se firmes, dedicados e alcançam grandes conquistas.

O estudo é uma das coisas mais importantes na vida de uma pessoa. Muitas vezes não damos valor ao acesso à educação, mas as pessoas que crescem sem a oportunidade de estudar têm opções muito limitadas do que fazer com as próprias vidas, já que as boas oportunidades de crescimento favorecem aqueles que estudam.
É cada vez maior o número de adultos ou de idosos que buscam as escolas e universidades. Essas pessoas, que por algum motivo foram privadas do estudo durante a juventude, têm ânsia por conhecimento, pela melhora de vida, e entendem que um diploma abre muitas portas. Leia a matéria completa, Clique aqui!   







A agente destaque dessa semana é a ACE Cláudia Almeida, coordenadora da CPI da Saúde nos Municípios e Federalização dos Saúde do Brasil

Nessa semana, que se inicia hoje (11/08), a Agente de Saúde em Destaque da Semana é a Agente de Combate às Endemias de Macaé (RJ), Cláudia Almeida. Ela, que tornou-se um dos maiores nomes da representação dos ACS e ACE de todo o Brasil, justamente por ser uma trabalhadora como todos os 337 mil ACS/ACE do país.

Contexto inédito
Cláudia Almeida é uma das raras lideranças nacionais que não é sindicalista, portanto, não recebe nenhum benefício como tal, ou seja, trabalha no campo como todos os Agentes de saúde (ACS/ACE) do país.
agente Cláudia  se destacou a nível nacional por usar as redes sociais para esclarecer à categoria sobre seus direitos. Especificamente em área que as representações sindicais geralmente são omissa, em sua grande maioria. Os sindicatos e sindicalistas que tem feito a tarefa de casa, esclarecendo o direito da categoria, jamais se se sentirá constrangidos pelo trabalho desempenhado pela Bacharela em Direito de Macaé.  Leia a matéria completa, Clique aqui!   







Essas pessoas lindas são agentes de transformação da Clínica da Família Erivaldo Fernandes Nóbrega 

Vamos conhecer um pouquinho da rotina de uma Agente Comunitária de Saúde da Clínica da Família Erivaldo Fernandes Nóbrega! Livian Merlino nos permitirá entender melhor a dinâmica de seus colegas, por meio de uma perspectiva que ela mesmo descreveu. Vamos lá?

Vamos à fala da ACS Livian Merlino (com uma mensagem maravilhosa, que ela publicou em ser perfil e nos marcou para termos acesso)
Meu bate-papo hoje é com você, usuário (a) da clínica da família ou simplesmente, você, que ainda não usou a clínica! Leia a matéria completa, Clique aqui!







👉VÍDEO - Participação de diretores da CONACS na 16ª Conferência Nacional de Saúde. Veja direto no Youtube

Diretores da CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde teve participação na conferência, assim como Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias de diversos estados brasileiros. 
Segundo a diretora Ilda Angélica, foi possível aprovar "todas as propostas e moções que trazem segurança não só para nossa categoria mais principalmente aos usuários, através das aprovação grande será o fortalecimento do nosso SUS. Mais uma vez mostramos nossa força! Obrigado a todos que participaram deste momento de fortalecimento da nossa democracia, principalmente aos companheiros ACS e ACE de todos os estados, concluiu Ilda. Leia a matéria completa, Clique aqui!




Ministros Dias Toffoli, Edson Fachin, Marco Aurélio e Gilmar Mendes, votaram a favor da derrubada do Reajuste do Reajuste do Piso Nacional dos Agentes de Saúde

CNM - Confederação Nacional de Municípios, entidade que representam os 5.570 municípios do país, tem dado as cartas e mantido a categoria em situação de elevado potencial de precariedade, inclusive, sem garantir o pagamento do valor enviado pelo FNS - Fundo Nacional de Saúde. 
Como é de conhecimento geral, ela foi derrotada pela 2ª vez no que diz respeito a votação da AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE (ADI nº 6103) no Supremo Tribunal Federal (STF), cujo último julgamento ocorreu ontem (06/08), no Plenário Virtual da instituição, exatamente como este Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil havia antecipado.
Leia a matéria completa, Clique aqui!






A 8ª TST condenou um hospital de Nova Lima (MG) por entender que a empregada deveria receber a remuneração em dobro 

O trabalho em feriado deve ser remunerado em dobro, mesmo que haja grande período de descanso para compensação. Essa foi a decisão da Justiça em uma ação movida por uma técnica de enfermagem, contratada em 2009, que afirmou ter trabalhado em vários feriados nacionais sem ter recebido o devido pagamento em dobro.
A 8ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) condenou um hospital de Nova Lima (MG) por entender que, apesar de os turnos serem de 12 horas e o período de descanso de 16 horas, a empregada deveria receber a remuneração em dobro do trabalho prestado em feriados, conforme assegura a jurisprudência do TST. Leia a matéria completa, Clique aqui!





Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde - PQA-VS é um direito dos Agentes de Combate às Endemias

O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT-RJ) decidiu em audiência de conciliação no dia 17/07 determinar o arresto de R$ 38 milhões das contas bancárias de titularidade do município do Rio de Janeiro. A ação foi movida pelo Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde do Município do Rio e mais oito sindicatos devido à demissão de 1.500 agentes comunitários que trabalhavam nos hospitais públicos da prefeitura geridos pelo Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas).
Os servidores reivindicam o pagamento dos salários e a apresentação dos Termos de Rescisão do Contrato de Trabalho do pagamento das rescisões contratuais de todos os substituídos, que incluam salários, aviso prévio, 13º salário e demais direitos trabalhistas. Leia a matéria completa, Clique aqui!






 Milhares de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias estão sendo demitidos pelo Brasil. Isto, de forma silenciosa.

Os Agentes de Saúde (ACS/ACE), as Demissões em Massa e a Caixa de Pandora

Atualmente os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE) estão passando por onda de demissões em massa. Essa onda não é novidade, embora ocorra silenciosamente.  Mas, por que o silêncio das entidades que representam essas categorias? O que está acontecendo para que essas demissões sejam mantidas em silêncio?

A Caixa de Pandora
Caixa de Pandora é um artefato da mitologia grega, tirada do mito da criação de Pandora, que supostamente foi a primeira mulher criada por Zeus. A "caixa" era na verdade um grande jarro dado a Pandora, que continha todos os males do mundo. Pandora abre o Jarro, deixando escapar todos os males do mundo.
No caso dos ACS/ACE,  a Caixa de Pandora representa as demissões em massa e as negligências de várias entidades representativas, nas várias esferas. Leia a matéria completa, Clique aqui!





A relatoria da Federalização dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias ficou com a Senadora Mailza Gomes

Conforme informações disponibilizadas no Canal da Federalização a atual Sugestão Legislativa 33/2019 já conta com uma relatoria. Conforme informações do Portal do Senado Federal.
A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (Secretaria de Apoio à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa), fez a distribuição e a  Senadora Mailza Gomes (Acre) foi designada para emitir relatório. Leia a matéria completa, Clique aqui!





O PL 1802/19 acaba com a polêmica sobre a o vínculo duplo e garante o direito dos Agentes Comunitários e de Combate às endemias

A polêmica sobre a Legalidade da possibilidade dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias Acumularem caros Públicos está preste a se encerrar.
Projeto de Lei 1802/19, que está tramitando na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados.
Na última quinta-feira (11), publicamos uma matéria descrevendo informações relevantes sobre a tramitação do Projeto.

Alguns detalhes sobre o PL 1802/2019
Já há entendimento de que as duas categorias possuem esse direito, inclusive, com parecer jurídico favorável à categoria. Leia a matéria completa, Clique aqui!


↪️ +VÍDEOS EM DESTAQUE

👉VÍDEO - Radionovela valoriza agentes de saúde e consolida importância do SUS. Veja direto no Youtube!

👉VÍDEO -  Dra. Elane fala sobre Indenização, Riscos de Campo para os ACS/ACE e outras questões de grande importância. Veja direto no Youtube

Fontewww.portaldoholanda.com.br Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil com informações do  Conselho Nacional de Saúde (CNS)publicado em 13/08/2019, às 18h38.  





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif




Nenhum comentário:

Postar um comentário