sábado, 29 de junho de 2019

↪️São Paulo: Explosão em fogueira fere prefeito e primeira-dama de Osasco

Prefeito de Osasco e esposa se queima após acidente com fogueira

Rogério Lins, prefeito de Osasco, é atingido por explosão de fogueira em festa junina

O prefeito e a primeira-dama Aline Lins estavam com uma tocha na mão para acender a fogueira do evento. De acordo com os bombeiros o casal foi socorrido por populares.
Por G1 SP e GloboNews — São Paulo

O prefeito de Osasco Rogério Lins foi atingido, na noite desta sexta-feira (28), pela explosão de uma fogueira. No momento do acidente, ele segurava uma tocha para acender a fogueira no evento chamado Arraiá do Servidô, na Arena VIP, na Avenida Visconde de Nova Granada, em Osasco, na Grande São Paulo.

↪️ VÍDEO EM DESTAQUE 

👉VÍDEO - FGTS: Saiba quais os servidores que tem direito e quando pode sacar na Caixa Econômica, Clique aqui!

O prefeito e a primeira-dama Aline Lins estavam acendendo uma fogueira. De acordo com os bombeiros o casal foi socorrido inicialmente por populares.


A assessoria de imprensa da Prefeitura de Osasco confirmou que os dois foram levados para o Hospital Antônio Giglio, em uma ambulância que estava no local. Os dois estão em situação estável e passam por avaliação da equipe médica.


O boletim médico foi divulgado neste sábado (29).


 Leia também





↪️O STF começou na sexta o julgamento Agravo da CNM.


O STF começou ontem o julgamento Agravo da CNM. Esta, que tenta se habilitar para tentar derrubar o reajuste do Piso Nacional dos Agentes de Saúde (ACS/ACE). Foto ilustrativa.


Conforme publicado por este Jornal, em matérias anteriores, a CNM -  Confederação Nacional de Municípios, por meio da Ação Direta Inconstitucionalidade (ADI) nº 6103 proposta no Supremo Tribunal Federal (STF), tenta derrubar o reajuste do piso dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Combate às Endemias (ACE), A Confederação alega impacto financeiro de mais de R$ 4,8 bilhões para os cofres municipais até 2021, a entidade lembra que o piso salarial nacional da categoria desconsidera as diferenças regionais do país e pode promover um efeito cascata para os demais servidores municipais. Aprovado pelo Congresso Nacional no segundo semestre do ano passado, ele passou a vigorar em janeiro de 2019 por meio da Lei 13.708/2018, com reajuste de 52,86%. Uma lei federal que ainda não foi regulamentada na maioria dos 5.570 municípios brasileiros.  Veja a matéria completa, clique aqui!

↪️ +VÍDEO EM DESTAQUE 

👉VÍDEO - URGENTE: A CNM quer acabar com o Reajuste do Piso dos ACS/ACE, diz advogado, Clique aqui!

👉VÍDEO - CONACS: Audiência marca principais pontos da nova articulação em Brasília.  Veja direto no Youtube

FonteG1 SP e GloboNews  / Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil.  Publicado em  29/06/2019, às  23h23





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Nenhum comentário:

Postar um comentário