sábado, 30 de março de 2019

↪️"Casal" de lésbicas é preso acusado de torturar e estuprar menina de 4 anos

Criança vítima de tortura e estupro por lésbicas também apresentava queimadura no pescoço — Foto: Polícia Civil/Divulgação


"Casal" de lésbicas é preso acusado de torturar e estuprar menina de 4 anos  

Agricultoras criavam a garota como se fosse filha delas. Na escola, a vítima disse à professora que uma das mães a queimou com um isqueiro no pescoço e no órgão sexual.
Por G1 Caruaru

Um "casal" de lésbicas foi preso na quinta-feira passada (28) acusado de torturar e estuprar uma menina de 4 anos no distrito de Paquevira, em Canhotinho, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, a criança contou o crime à professora.

Ainda segundo a polícia, as agricultoras criavam a garota como se fosse filha delas. Na escola, a professora observou sinais de agressão na menina e perguntou o que tinha acontecido. Foi quando a vítima contou que uma das mães a tinha queimado com um isqueiro.

"Elas criavam a menina desde junho de 2018. No dia 27 de fevereiro [deste ano] elas foram até o Ministério Público e fizeram um termo de responsabilidade, no qual a mãe deixava essa criança com elas", informou ao G1 a delegada Tatiane Macedo.

De acordo com a delegada, a mãe da vítima contou que tinha se separado do marido e criava cinco filhos sozinha. Por não ter uma casa, a mãe da menina foi morar na residência do casal de lésbicas. "A mãe começou um novo relacionamento, saiu da casa do casal e foi morar com o rapaz, mas a menina não quis ir porque tinha se afeiçoado a uma das agricultoras", acrescentou Tatiane Macedo.

👉VÍDEO - Temer é denunciado 2 vezes e homenagem a Ayrton Senna. JORNAL NACIONAL  Veja direto no Youtube

A menina apresentava queimaduras no pescoço, no ombro e no órgão sexual, conforme informou a polícia. As suspeitas foram levadas para a Delegacia de Polícia Civil e disseram que a garota havia se queimado sozinha. "Fiz o teste e a criança não sabe acender o isqueiro", disse a delegada.

A vítima passou por exames traumatológico e sexológico, que confirmaram os crimes. As agricultoras foram autuadas em flagrante por tortura e estupro de vulnerável. Elas foram apresentadas em audiência de custódia nesta sexta (29) e tiveram a prisão preventiva decretada. A criança está sob os cuidados do Conselho Tutelar de Canhotinho.

Os procuradores afirmam que eles desviaram quase R$ 11 milhões das obras da usina de Angra 3. "Michel Temer indica como dono - entre aspas - da estatal, o seu presidente e, em razão dessa indicação e contrapartida, há a inserção de uma empresa com o único intuito de levar dinheiro e receber propina, que seria a Argeplan”, explica o procurador da república Eduardo El Hage.

↪️ +VÍDEOS EM DESTAQUE

👉VÍDEO - ESPECIAL CONACS: A sobrevivência dos ACS/ACE em face das ameaças | Parte 2.    Veja direto no Youtube 


👉VÍDEO - Seminário Nacional da Conacs - Fala da Dra. Elane Alves.  Veja direto no Youtube



↪️ Espalhe Sou +Saúde nas suas redes sociais. Siga-nos no FacebookTwitterInstagram e Youtube

FonteG1 /Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil, Publicado em 30/03/2019, às 15h40. 





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Nenhum comentário:

Postar um comentário