quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

↪️Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde é o próprio fortalecimento dos ACS/ACE por meio da informação

O coordenador da MNAS Sudeste, Francisco Vilela, comparticipou de debate nos EUA sobre saúde preventiva.

Índice de Notícias | Vídeos  | Leis | Impressionantes  | Violência Doméstica

MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde: a tecnologia usada para o fortalecimento da luta dos Agentes de Saúde

A MNAS nasceu em 2004, foi responsável pela criação das primeiras ferramentas interativas da internet (Site, Blog, inFórum e diversas redes sociais), voltadas aos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias do Brasil. 

Quem Somos...
MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde não existe para substituir as funções de outras instituições voltadas a garantir os direitos dos ACS/ACE, pelo contrário, tem a finalidade de potencializar (ampliar o potencial das instituições existentes e que venham a existir).
Criada em 2004, fortaleceu as lutas nos estados e nacional para garantir leis constitucionais como a EC 51/2006EC 63/2010Lei Federal 11.350/2006 e todas as demais, que foram estabelecidas graças a luta de cada agente de saúde. Não somos pai de nenhuma lei, este status pertence a cada ACS/ACE, que de uma forma ou de outra participou das articulações que culminaram com a criação dessas normas.
A Mobilização é formada apenas por voluntários, quase 100% de ACS e ACE. 

A MNAS foi responsável pela potencialização do acesso à informação de todos os Agentes de Saúde do Brasil, administra mais de 200 mil seguidores no Twitter e Facebook. Criou a primeira Rede Nacional de Grupos no WhatsApp, além dos grupos do Facebook, concentrando 62 mil membros em um deles. Fomos responsáveis pela primeira transmissão ao vivo de evento voltado a categoria. Isso foi possível graças as facilidades da internet.

Objetivos da MNAS
O principal objetivo da MNAS é potencializar a luta da categoria na garantia de seus direitos. Com o nosso trabalho, a luta dos sindicatos, associações, federações e confederações é potencializada. Além dos diversos benefícios proporcionado com o acesso à informação sobre direitos trabalhistas e benefícios diversos.

Reconhecimento 
A MNAS já recebeu moção especial em Câmara de Vereadores, manifestação de reconhecimento por instituição sindical e citação de seu trabalho em trabalho de pós-doutorado, conforme registro no Livro "Processo de Territorialização e Identidades Sociais," Edição da Universidade Federal do Amazonas - UFAM.

Suporte à CONACS
A MNAS em muitas ocasiões atendeu ao pedido de socorro da CONACS - Confederação Nacional dos Agentes de Saúde em várias mobilizações nacionais, além dos pedidos de sindicatos, associações etc.
Antes da primeira diretoria da FENASCE exercer o seu mandato, a MNAS lhe enviou um ofício, orientando para que desse atenção especial aos mais de 200 mil ACS/ACE que sofriam debaixo do julgo da contratação precária, sem garantias básicas. Infelizmente o ofício, embora tenha o seu recebimento confirmado, a instituição destinatária se recusou a protocolar.

 Leia também

#Ocupe - Mobilização Nacional
A MNAS realizou o ocupe às Páginas do Facebook da  presidente Dilma Rousseff, Michel Temer e Rodrigo Maia. Convocamos os ACS/ACE para participar do #Ocupe às páginas desses presidentes da República e da Câmara dos Deputados para que as nossas reivindicações fossem tratadas convenientemente. Além desses eventos, usamos as principais mídias sociais para pressionar gestores municipais, estaduais e federais, além dos legislativos dessas esferas.

Avaliação de Risco
Em 2013 a MNAS alertou a categoria de ACS/ACE sobre o prejuízo que estavam sendo definidos com as manobras de desarticulação do Projeto de Lei que garantiria um Piso Salarial Nacional para os agentes. No ano seguinte a MNAS alertou aos deputados federais e senadores sobre um boicote nacional, como pressão para que a situação do Piso Nacional fosse definida, infelizmente, diversas lideranças aceito a transformação de uma Portaria num Piso congelado (essa Portaria recebia 40% de reajuste anual sobre o valor do novo salário mínimo). A MNAS defendia que bastava deixar claro na norma qual a destinação do repasse de custeio do Fundo Nacional de Saúde - FNS. Considerando que vários municípios seguiram as orientações da Mobilização e já havia garantido o que chamamos de Piso Municipal. Defendíamos que a luta pelo Piso Nacional de valor equivalente a dois salários deveria continuar. Infelizmente as nossas orientações não foram seguidas e os agentes amargaram quase cinco anos com uma Portaria transformada em Piso Congelado.

A maior Mobilização Nacional da Saúde
Em abril de 2013, a MNAS coordenou a maior Mobilização Nacional voltada ao seguimento saúde. O evento contou com o envolvimento de mais de um milhão, quatrocentos e oitenta mil pessoas. Evento feito exclusivamente pela internet com o objetivo de conscientizar os gestores municipais, estaduais e federais sobre a necessidade de garantir os direitos dos servidores do seguimento saúde.

Representação Internacional
coordenação da MNAS Sudeste participou de evento em Washington (Estados Unidos), representando os Agentes de Saúde da América Latina.  Um evento que teve como uma das organizadoras a Universidade Columbia (New York).


O encontro foi promovido pela Universidade de Columbia em parceria com o American University Accountability Research Center, reunindo representantes em saúde preventiva da Ásia e África, vindos de países como Índia e Austrália, além da representação da América Latina. O coordenador da MNAS Sudeste, que também é presidente do SINACS/RJ e Secretário Adjunto de Saúde da Força Sindical do RJ, foi o único representante da América Latina no encontro. Leia mais, clique aqui!

↪️ VÍDEOS EM DESTAQUE


👉VÍDEO - CONACS: Ilda Angélica fala sobre o Reajuste do Piso Salarial Nacional

👉VÍDEO -  Discurso de posse do Ministro da Saúde, LUIZ HENRIQUE MANDETTA - Governo Bolsonaro 

👉VÍDEO: EMOCIONANTE: Hospital cria sinal para marcar alta de crianças com câncer

↪️ Espalhe Sou +Saúde nas suas redes sociais. Siga-nos no FacebookTwitterInstagram e Youtube

FonteJornal dos Agentes de Saúde do  Brasil, Publicado em 09/01/2019, às 21h50.   





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif