terça-feira, 18 de dezembro de 2018

↪️Marcha pela Vida reúne 15.000 pessoas na Avenida Paulista (SP)

Cerca de 15 mil pessoas saíram às ruas para unir suas vozes e proclamar “salvemos as 2 vidas.” Uma alusão a necessidade de salvar a vida da gestante e do feto


Evento reuniu algumas das personalidades mais influentes do meio pró-vida no ato ocorrido na Avenida Paulista

Reunindo em torno de 15 mil pessoas, segundo estimativas da Polícia Militar, aconteceu no primeiro  domingo do mês (02/12), em mais uma edição da Marcha pela Vida, em São Paulo. Dessa vez, o evento se destacou pelo número de personalidades influentes que compareceram ao ato, como o padre Paulo Ricardo de Azevedo Jr., o príncipe imperial dom Bertrand de Orleans e Bragança, o senador eleito Eduardo Girão, a deputada federal eleita Chris Tonietto, o youtuber Bernardo Küster, entre outros.

  👉VÍDEOMarcha pela Vida na Av. Paulista (São Paulo) | Dezembro/2018. 

Segundo  estimativas da Polícia Militar, cerca de 15 mil pessoas participaram do evento.

 Leia também

A população saiu às ruas para unir sua voz e proclamar “salvemos as 2 vidas”, em oposição a absurda proposta de aborto e ao "ativismo judicial" que visa implantar essa infâmia no Brasil.

O aborto provocado — qualquer que seja o pretexto para perpetrá-lo — acarreta a morte cruel e injusta de um ser humano inocente, e por isso constitui grave violação da Lei de Deus, defenderam os coordenadores da marcha.

↪️ VÍDEOS EM DESTAQUE

  👉VÍDEOA verdade sobre o ABORTO que ninguém nunca te contou... #AmigosdoBem

Padre Paulo Ricardo também fez uma fala aos presentes na Avenida Paulista, confira no vídeo acima.

O movimento Internacional de países latino-americanos visa defender as leis que protegem as duas vidas: gestante e feto.

Os organizadores explicam que, entre as propostas do evento, está pressionar os poderes públicos a respeito das associações que oferecem orientação e apoio às gestantes em crise.
Marcha pela Vida também ocorre em outros países da América Latina como Peru, Argentina e Guatemala, que reuniram milhões de pessoas.

Movimento pró-vida no Brasil

O Brasil tem realizado marchas desse caráter há muitos anos, em diversas cidades. Mas esse foi um momento crucial, já que existe um grande risco de aprovação do aborto pelo Congresso Nacional.
A urgência dessa manifestação é cada vez mais clara quando se leva em conta o caso da Colômbia, que em outubro aprovou, por uma manobra ativista e antidemocrática do Tribunal Superior daquele país, o aborto até o nono mês.

Teresinha Neves, do Movimento Brasil Sem Aborto e coordenadora do Movimento Evangélicos pela Vida, lembra que vários atos em favor da vida já foram realizados, incluindo seminários, encontros para debate, caminhadas e, sobretudo, mobilizações no Congresso Nacional.

Ela destaca ainda que o movimento une evangélicos, católicos e pessoas de outras religiões - ou até sem religiões - que entendem a importância de "defender a vida", depois vemos as tentativas de levar essa questão para o STF.

"Tivemos o debate da ADPF-422 e nada impede de a ministra Rosa Weber colocar a legalização do aborto de novo em pauta," alerta. Ainda segundo a ativista, que é jurista, especializada em Direito Constitucional: "O direito à vida é o primeiro direito fundamental constitucional, e o mais importante. etão é sobre isso que queremos dialogar, não se trata de uma questão apenas religiosa," afirmou.

Confira as fotos da Marcha pela Vida, em São Paulo:



























↪️ VÍDEO: NOVIDADES DA CONACS

👉VÍDEO -  Presidente da CONACS fala sobre as novidades recentes em Brasília

↪️ Espalhe Sou +Saúde nas suas redes sociais. Siga-nos no FacebookTwitterInstagram e Youtube

Fonte IPCO - Instituto Plinio Corrêa de Oliveira / Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil, Publicado em 18/12/2018, às 15h48.   





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif