terça-feira, 11 de dezembro de 2018

↪️RJ: Saúde promove capacitação para novos agentes comunitários


Curso para novos agentes de Saúde na Emar - Foto: Clarildo Menezes


A Secretaria de Saúde promoveu nesta segunda-feira (10/12), na Escola Municipal de Administração (Emar), o curso de introdução para os novos 45 agentes comunitários que irão atuar em unidades do programa de Estratégia de Saúde da Família. A parte teórica segue até a próxima quarta-feira (12/12), sendo realizados mais quatro encontros práticos nas áreas de atuação dos profissionais.

A capacitação tem como objetivo apresentar as diretrizes do SUS, as atribuições da estratégia de saúde da família e o papel dos agentes comunitários de saúde no desenvolvimento de ações de cuidado à saúde das pessoas, respeitando as características e demandas de cada situação e de cada usuário com a proposta de traçar formas de tratamento e de construção de redes de cuidado voltados para a promoção da vida.

  “Estou adorando participar desse curso que explica, de forma detalhada, como devemos atuar (...)" disse a ACS Edna Zebendo - Foto: Clarildo Menezes

A secretária de Saúde, Simone Costa, participou da aula inaugural, e destacou a importância de expandir a estratégia de saúde da família no município. “Ao contrário do que ocorre em outras cidades, Maricá está ampliando o atendimento da estratégia de saúde da família. Nossa intenção é transformar 100% das unidades básicas em estratégias da família. Por isso, temos que ter um cuidado especial com esses profissionais que atuarão diretamente com os usuários”, ressaltou. A secretária falou sobre o papel dos agentes comunitários. “Eles são a porta de entrada, o elo entre a comunidade e os serviços oferecidos. Atuam em cada residência, conhecem o histórico de cada pessoa, e, desta forma, contribuem para a prevenção e promoção da saúde”, declarou. A secretária acrescentou que os profissionais vão atuar nas unidades do Centro, Ponta Negra, São José do Imbassaí, Guaratiba, Mumbuca, Inoã e Itaocaia Valley.

 Leia também

A subsecretária de Saúde, Solange Oliveira, destacou ainda a importância do papel dos agentes comunitários em diagnosticar possíveis problemas. “De dentro de um consultório há diversos fatores que não são observados pelo médico e, muitas vezes, ocultados pelo paciente. Um relacionamento humanizado, respeitoso e com olhar diferenciado permite conhecê-los de fato e intervir da maneira correta, muitas vezes, em conexão com outras secretarias e órgãos”, explicou.

Uma das participantes do curso, a agente comunitária Edna Zebendo, de 50 anos, que irá atuar na unidade de São José do Imbassaí, falou sobre a expectativa em poder ajudar na promoção da saúde. “Estou adorando participar desse curso que explica, de forma detalhada, como devemos atuar. Eu quero fazer a diferença na vida de cada uma dessas pessoas. Estou disposta a ajudar, ouvir e ser amiga dos pacientes”, frisou. 

A moradora de Itaipuaçu, Larissa de Lima, de 21 anos, está no 3º período de nutrição e disse que aproveitará ao máximo essa oportunidade para conhecer a área que pretende seguir. “É uma forma de agregar ainda mais conhecimento. É bom lidar com as pessoas e conhecer o território. Isso fará de mim uma profissional, mas certamente, uma pessoa melhor”, concluiu.

↪️ VÍDEO EM DESTAQUE

👉VÍDEO - O Ministro da Saúde sugeriu ao novo Governo de onde poderá tirar os recursos para pagar o reajuste do Piso Nacional

Espalhe Sou +Saúde nas suas redes sociais. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

➡️Fonte: Assessoria de comunicação da Prefeitura de Maricá / Publicado no Sou +Saúde e Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil em 11/12/2018, às 12h02.





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Nenhum comentário:

Postar um comentário