terça-feira, 20 de março de 2018

✔️Acima do Piso Nacional: os Agentes Comunitários de Santa Rosa de Lima (Sergipe) receberam reajuste salarial

A partir da esquerda: Dra. Luciene Nunes (advogada da Famacses ), Prefeito Luiz Roberto de Azevedo Júnior, Vereador Jailton Leandro dos Santos, Ednilson Santana (Presidente da Famacses) e Claudemir dos Anjos Menezes, Ângelo de Oliveira Bispo, Maria Jose Pereira, Maria Magaly Aciole do Nascimento Santos e Maria Arlete Pereira, estes agentes comunitários.

Acima do Piso Nacional: os Agentes Comunitários de Santa Rosa de Lima (Sergipe) receberam reajuste salarial

Uma das grandes lutas dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias de todo o Brasil, tem sido o reajuste salarial. Em muitos municípios do país os agentes não recebem o reajuste salarial, desde quando a presidente Dilma congelou por meio de vetos o Piso Salarial Nacional dessas categorias, em 2014. Vetos feitos à Lei Federal nº 12.994/2014.

Apesar da previsão de reajuste anual está grafada na Constituição Federal, os maus gestores estão se posicionando acima da lei, seguindo orientações do CONASEMS - Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, que é pelo não reajuste do salário dos agentes. 

Apesar de tal fato, diante das articulações feitas pelo Presidente da Famacses, Ednilson Santana, que teve a proposta de reajuste acolhida pelo Prefeito Luiz Roberto de Azevedo  Júnior, apoiada por todos os vereadores, inclusive pelo presidente da Câmara, vereador Geraldo Gonzaga Nascimento, o reajuste salarial se tornou uma realidade na cidade de Santa Rosa de Lima (Sergipe). 

✔️Mais notícias de seu Jornal

VÍDEO: CONFEDERAÇÃO NACIONAL: Confira o que rolou na XVIII Assembléia Geral Anual da CONACS e XV Seminário Nacional.

Não podemos deixar de destacar que, apesar de todos esse quadro negativo e contraditório, o prefeito da cidade sergipana, Luiz Roberto Júnior, decidiu pelo reajuste dos salários dos Agentes Comunitários de Saúde, por meio do Projeto de Lei nº 01/2018, de 19 de fevereiro de 2018. O efeito do PL, que foi votado e aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores da cidade, presidida pelo vereador Geraldo Gonzaga Nascimento, teve efeito retroativo a janeiro desse ano.

Os vereadores que votam sim, em favor dos Agentes Comunitários foram:
Marcondy, Jailton Leando, Cláudio Valtesse, Geraldo Gonzaga, Luiz Carlos, Isabel (Bel da padaria), Bojota, Pitico e César (Uréia). 

"Não podemos deixar de tornar notória a notícia dos administradores públicos municipais que, como poucos, estão pronto a agir dentro da legalidade, ampliando o potencial de qualidade dos serviços públicos por meio do reconhecimento do trabalho implementado pelos servidores públicos, no caso, os Agentes Comunitários de Saúde. Um investimento que produzirá frutos a curto e médio prazo. Ao prefeito Luiz Roberto  Júnior, que já paga um salário acima do Piso Nacional da categoria, manifestamos o nosso reconhecimento pela postura de um administrador competente, que sabe o que é melhor para a população de Santa Rosa de Lima," disse Samuel Camêlo - coordenador Nacional da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde ao tomar conhecimento do fato.

O prefeito também garantiu que, durante todo o mandato dará o reajuste da categoria em percentual equivalente ao que for coerente.

Informações repassadas pelo ACS Claudemir dos Anjos Menezes, via WhatsApp (Grupo dos ACS e ACE de Sergipe). 

Fonte Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil, em  20/03/2018, às  23h26.   

🔂Síndrome de Burnout - um distúrbio psíquico de caráter depressivo...
🔂Saúde e Segurança no Trabalho: cuidados com a conjuntivite #FiqueAtento
🔂Câmara Notícia 21H: A aprovação do PL 6437/2016, que trata das atribuições dos ACS/ACE
🔂MNAS orienta Agentes de Saúde  contra Prefeituras que não pagam o Incentivo Adicional (14º
🔂 Decisão do STF sobre o uso de EPI e suas consequências





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Matérias indicadas como mais relevantes