terça-feira, 6 de março de 2018

✔️ONU: um terço dos alimentos produzidos no mundo são desperdiçados, enquanto 840 milhões passam fome

Todos os anos são deitadas fora 1,3 mil milhões de toneladas de comida, cerca de um terço de tudo o que é criado globalmente. 

Dois bilhões de pessoas sofrem com a deficiência de micronutrientes, 7 milhões de crianças morrem anualmente antes do seu quinto aniversário e 500 milhões de pessoas são obesas.

Mais da metade da população mundial sofre problemas graves de nutrição e, segundo especialistas, essa questão só poderá ser resolvida com uma mudança drástica nos sistemas alimentares atuais.

Todos os anos são deitadas fora 1,3 mil milhões de toneladas de comida, cerca de um terço de tudo o que é criado globalmente. Imagine uma montanha com cerca de 3,2 km de diâmetro de base e cerca de 2438 metros de altura, e terá uma ideia do problema. Impressionante, não?

Segundo o Programa Alimentar Mundial, da FAO, cerca de 795 milhões de pessoas (uma em cada nove) não têm acesso a comida suficiente para levarem uma vida activa saudável e a malnutrição é responsável por cerca de 45 por cento da morte de crianças até aos 5 anos, ou seja, 3,1 milhões de crianças todos os anos.

Informe do Jornal

VÍDEO - Globo Repórter: Como manter nosso cérebro saudável e funcional? Nessa maravilhosa matéria será tratado sobre inteligência, cérebro, vida e saúde.

Em Portugal, estima-se que 17 por cento dos alimentos produzidos no país são desperdiçados antes de chegarem à mesa dos consumidores e é perdido cerca de um milhão de toneladas de alimentos anualmente.

Há já no nosso país alguns casos de sucesso no combate ao desperdício alimentar, caso do Zero Desperdício, da Refood ou ainda do Movimento 2020. Instituições empenhadas em diminuir a estatística que aponta para que 360 mil pessoas passam fome em Portugal, havendo em média 50 mil refeições a serem desperdiçadas todos os dias no nosso país.

A Comissão Europeia estabeleceu a meta de reduzir 50 por cento do desperdício alimentar até 2020, e para isso cabe a todos ter uma atitude activa no combate ao desperdício alimentar. Aqui ficam algumas dicas fáceis de adoptar no dia-a-dia.

7 DICAS PARA UMA BOA UTILIZAÇÃO DOS ALIMENTOS NO DIA-A-DIA

1.Colocar os produtos que devem ser usados mais rapidamente à frente, no frigorífico ou no armário, é uma forma simples de controlar adequadamente o seu consumo

2.Sempre que possível beba água da rede pública de distribuição (é segura e mais barata)

3.Quando fizer um piquenique, leve embalagens herméticas para produtos alimentares, garrafas reutilizáveis e os utensílios de todos os dias

4.Para o lanche, coloque os alimentos numa caixa reutilizável ou lancheira e a bebida num cantil

5.Ajuste os tamanhos das porções de alimentos servidos, consoante as necessidades nutricionais e apetite de cada um

6.Aproveite os alimentos cozinhados em excesso para confeccionar outros pratos, quando possível, ou congele o restante para outra ocasião

7.Procure reduzir a quantidade de óleos e gorduras utilizada na confecção dos alimentos. Filtre o óleo após cada utilização, para retirar as partículas resultantes da fritura, e nunca os deite fora para a canalização!


Veja o numero de ACE e ACS por Estado, clique aqui!

FonteAgência Portuguesa do Ambiente / Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil, em  06/02/2018, às  18h21.   

🔂Síndrome de Burnout - um distúrbio psíquico de caráter depressivo...
🔂Saúde e Segurança no Trabalho: cuidados com a conjuntivite #FiqueAtento
🔂Câmara Notícia 21H: A aprovação do PL 6437/2016, que trata das atribuições dos ACS/ACE
🔂MNAS orienta Agentes de Saúde  contra Prefeituras que não pagam o Incentivo Adicional (14º
🔂 Decisão do STF sobre o uso de EPI e suas consequências





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Matérias indicadas como mais relevantes