segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

19 anos de Luta: Agentes Comunitários de Saúde resistem ao contexto atual

     Hoje, a profissão de agente comunitário de saúde (ACS) é uma das mais estudadas pelas universidades de todo o País.

Oficialmente implantado pelo Ministério da Saúde em 1991, o então Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) teve início no fim da década de 80 como uma iniciativa de algumas áreas do Nordeste, bem como de outros lugares, como o Distrito Federal e São Paulo em busca alternativa para melhorar as condições de saúde de suas comunidades.

Era uma nova categoria de trabalhadores, formada pela e para a própria comunidade, atuando e fazendo parte da saúde prestada nas localidades. No município de Morro do Chapéu essa implantação se deu em outubro de 1998 a 20 anos atrás, quando o município teve a iniciativa de realizar a primeira seleção para agentes comunitários de saúde, nesta ocasião 51 agentes foram selecionados pelo ministério da saúde para atuarem na sede e mais 35 localidades do interior do município. Durante muitos anos essa categoria lutou incansavelmente para ter o reconhecimento de seu trabalho, conquistando esse só em 2006 com a edição da lei 11.350 de 05 de outubro de 2006 que delineia suas atribuições.

Atualmente o município de Morro do Chapéu (BA) conta a participação de 68 agentes efetivos atuando em 14 unidades de saúde da família que cobre 100% do município com essa estratégia, levando a saúde para bem mais perto das pessoas.

Hoje, a profissão de agente comunitário de saúde (ACS) é uma das mais estudadas pelas universidades de todo o País. Isso pelo fato de os ACS transitarem por ambos os espaços, governo, comunidade e intermediarem essa interlocução entre a comunidade e a área de saúde.

O que não é tarefa fácil, o agente comunitário de saúde tem um papel muito importante no acolhimento, pois é membro da equipe e faz parte da comunidade, o que permite a criação de vínculos mais facilmente, propiciando o contato direto com a equipe. Parabéns a esses profissionais que definitivamente faz parte da vida das pessoas nos diversos lugares por onde atuam.

FonteACS Pedro Honorato - Texto encaminhado a revista Radis para edição / Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil, em  29/01/2018, às  16h09.   

🔂Síndrome de Burnout - um distúrbio psíquico de caráter depressivo...
🔂Saúde e Segurança no Trabalho: cuidados com a conjuntivite #FiqueAtento
🔂Câmara Notícia 21H: A aprovação do PL 6437/2016, que trata das atribuições dos ACS/ACE
🔂MNAS orienta Agentes de Saúde  contra Prefeituras que não pagam o Incentivo Adicional (14º
🔂 Decisão do STF sobre o uso de EPI e suas consequências





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif