terça-feira, 13 de maio de 2014

Parlamentar informa à MNAS que ainda não há uma data para votação do Piso no Senado

Professora e deputada federal Maria do Rosario, (PT-RS)

A deputada federal Maria do Rosario, (PT-RS),  em resposta a Samuel Camêlo, coordenador nacioanal da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde, afirmou que ainda não há data determinada para a votação do Piso Salarial Nacional dos Agentes de Saúde no Senado. A parlamentar lamentou pela inexistência de uma data agendada e sintetizou a necessidade da atuação da Mobilização.

A aprovação do Projeto na  PL 7495/06  Câmara dos Deputados deixou em evidência algo que a MNAS vinha defendendo a muito tempo: a necessidade de descentralização das manifestações em Brasília.  Na Câmara, a votação contou com participação de apenas algumas dezenas de agentes de saúde. Algo atípicos as votações anteriores que chegaram a contabilizar mais de 3.000, num único ato. 

Apenas algumas dezenas de Agentes de Saúde estiveram presente na votação

A  Mobilização Nacional continua defendendo a ideia de descentralização da mobilização de Brasília, ou seja, além da mobilização nos municípios ser mais eficiente por focar a base dos parlamentares, é menos dispendioso (há menos gastos), possibilitando maior integração dos Agentes de Saúde de todo o país ao ato. No ano passado a MNAS promoveu manifestações por todos os estados brasileiros e constatou-se que os efeitos de tais mobilizações eram mais eficientes do que a centralização dos atos num "único espaço," centralizado e sem grande expressividade nacional.

A última manifestação da categoria no DF, batizada de "grande vigília" teve um custo de mais de 6 milhões de reais, aos bolsos dos trabalhadores. Um investimento que poderia ser evitado se a CONACS tivesse adotado as sugestões enviadas pela coordenação da MNAS.


 Manifestação após a aprovação do Projeto do Piso Nacional, na Câmara

O departamento de jornalismo da Câmara divulgou que a pressão dos agentes de saúde, foi a principal responsável pela votação do projeto, ainda no inicio de deste mês, evidenciando, portanto, que não foi a pressão da categoria, presente em Brasília, que fez a diferença. Antes a possibilidade de manifestações por todo o Brasil. Como a Mobilização Nacional havia feito e proposto para os próximos eventos. O próprio líder do governo em exercício, deputado Henrique Fontana, que  liberou a bancada na votação, nos faz entender o quanto a pressão nacional fez efeito sobre o parlamento.

Veja também:
MNAS havia proposto em Redes Sociais o Boicote Contra os Deputados...
Liderança da Mobilização Nacional - MNAS Quer Saber: Para onde está indo os R$ 1.014,00 dos Agentes de Saúde?
Prefeito Baixa o próprio salário e aumenta dos Agentes de Saúde em R$ 1.014.
Câmara tem caminho livre para Mais Um Golpe Contra os ACS/ACE.





Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br

Um comentário:

  1. reinvindicações piso salarial nacional jornadas de trabalho sem redução salarial=que ficarem para depois de maio 2014 tudo indica que não será conquistadas pois depois maio 2014 virá a copa do mundo e depois as tais eleições majoritárias-presidencia do brasil e em 2015 virá a tal reforma política e em 2016 as eleições minoritárias para prefeito vice e vereadores então outra oportunidade para qualquer tipo de reinvindicação das tais e tais categorias profissionais profissões saúde educação segurança pública e como dos outros trabalhadores??? talvez???veja bem talvez???talvez só sem 2017 2018???talvez???=
    =
    =pois quem explora lucrativamente a saúde brasileira vai tão bem que nos últimos 20 anos pela primeira na história brasileiras teve dois bilionários da saúde e ás que vivem insistindo serem sem fins lucrativos tudo que adentra nelas vem tudo ou quase tudo mesmo mas lá do impostometro riquezas naturais apesar das mesmas sentarem na mesa de negociações como se elas tirassem dinheiro mas do próprio bolso para pagar tudo e todos que lá trabalham-na verdade-o-cofre-publico-passa-á-elas-e-então-eles-repassam-o-que-bem-entendem- e o pior é ainda é elas dizerem que são sem fins lucrativos ong’s oss filantrópicas fundações autarquias associações elas agem como se elas administrassem gestoras mas tudo de forma gratuitas voluntárias e ou por mérrecas
    =
    = e uma eterna briga entre todos eles parlamentares mas só para um manchar a imagem do outro-cpi’s-denúncias-pois como sempre foi e ainda é fazem tudo mas tudo que se imagina-assinaturas-até-em-cartório-promessas-impossíveis-de-cumprir-para ganhar as tais eleições na maioria das vezes com úm único objetivo=enriquecer=e ou ficar numa boa para o resto das suas vidas-ele-e todas as suas famílias parentes corregilionários amigas amantes-1000%-ao contrário dos políticos-primeirosegundomundo-suíços-suecos-agora no brasil américa latina áfrica é aonde os tais-antigos-acusadores-depois que ganham mas principalmente a presidencia do brasil e como em todos os parlamentos mas principalmente no poder-executivo-vão e fazem mil vezes pior que os antigos acusados pois sempre foi e ainda é a mesma coisa
    =
    =pois durante estes períodos=anos=depois de-maio-de-2014-á-final-de-2016=só será votado aprovado sancionado quase instantaneamente concedido e sem levarem em conta o mínimo do mínimo do tal=impacto=orçamentário-eou-da-responsabilidade=fiscal=mas por nenhum deles-parlamentares brasileiros e nem mesmo pelo tal=reguffe=mas só ás tais-bilionárias-reinvindicações= recentississimas-eou-as=antigas=mas só ás que favorece mas só os próprios políticos-eou-só os tais amigos do rei amigos do poder-milionários-bilionários-empreiteiros banqueiros usineiros mineradoras agropecuaristas times de futebol entidades instituições como os tais perdões doações em dezenas ou centenas de milhares de reais e ou em milhões bilhões anuais que deviam e devem ao=inss=ao=sus=universal=á-seguridadesocial= previdenciasocial=eou-ao-bndes=tesouronacional-bancodobrasil=cef=impostometros-tributos=taxas=e ou as tais obras sultonezas faraônicas bilionárias milionárias aonde demora uma eternidade para concluir e depois uma boa parte se torna depois gigantescos inúteis elefantes brancos e ou então até mesmo não mais necessária ultrapassada mas tanto aqui no brasil e ou como lá no exterior e ou só os tais milhões bilhões mas á favor dos tais ditadores corruptos assassinos torturadores latinos africanos-ai nestes casos e em outros milhões aí não existe o tal –grupo-equipe-time-de-estudo análise de impactos orçamentários responsabilidades fiscais

    ResponderExcluir