segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Santos (SP): Agentes Comunitários demitidos realizam manifestações contra os abusos do Prefeito Paulo Alexandre

Agentes Comunitários de Saúde manifestam-se contra a demissão dos 164 trabalhadores,  feita pelo Prefeito de Santos,Paulo Alexandre Barbosa. 

O prefeito de Santos (SP), Paulo Alexandre Barbosa (PSDB/SP), demitiu 164 agentes comunitários de saúde, contrariando posicionamento judicial. Conforme informações do Sindicomunitário-SP (Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde do Estado de São Paulo), não há justificativa para o feito. 
Cada agente comunitário trabalhava com uma média de 200 famílias, ou seja, são mais de 131.200 pessoas, que deixam de ser assistidas pelos profissionais demitidos. 

Concentração dos Agentes de Comunitários na frente da Câmara municipal de Santos

Na manhã dessa segunda-feira (27/11) os agentes demitidos, juntamente com os diretores do Sindicomunitário-SP fazem manifestações pelas ruas de Santos e na frente da Câmara Municipal de Vereadores do município. O objetivo é corrigir os absurdos provocados pela gestão do Prefeito Paulo Alexandre.

Sem direito as verbas rescisórias
Além da demissão arbitrária dos 164 trabalhadores agentes, a gestão não garantiu os seus direitos trabalhistas, que são assegurados por lei. Segundo a Organização Social ASPPE (Pesquisa, Prevenção e Educação), que é responsável pela contratação desses trabalhadores, os valores correspondentes aos contratados não foram repassados.

Prefeitura de Santos e OS ASPPE contrariam decisão do juiz DENER PIRES DE OLIVEIRA

Precariedade da contratação
A forma como a Prefeitura de Santos contratou os Agentes Comunitários é algo proibido por lei, conforme as leis 11.350/2006 e 12.994/2014, eles não poderiam ser contratados de forma precária. A intermediação contratual, feita pela ASPPE, revelam a necessidade de uma auditoria pública para obtenção de esclarecimentos sobre tais fatos, já que o município está agindo na ilegalidade e ocasionando perdas ao erário publico.  

Agentes comentam sobre a situação
Somos 164 agentes comunitários de saúde em Santos com mais de 3 anos de trabalho dedicado à população em todos os bairros da cidade. Na quarta-feira venceu nosso aviso prévio e ontem  (23/11) deveríamos receber nosso pagamento referente às rescisões. Infelizmente estamos passando por um desgaste psicológico intenso sem saber quando vamos receber e sem destino para nosso futuro. Realizamos um trabalho eficiente e merecemos ser tratados com dignidade numa hora dessas.
Enviado por Juliana Silva Santos, Dhyego Souza, Nelsil Oliveira e Leonardo Henrique.

Redes Integradas da Mobilização Nacional:
Sindicomunitário-SP reagiu contra os abusos da Prefeitura de Santos (SP) e da ASPPE 

José Jailson da Silva, presidente do Sindicomunitário-SP, fala sobre as demissões de Santos

Confira a fala de Andreia de Carvalho, diretora do Sindicomunitário-SP, clique aqui!

Imagens das manifestações de hoje:







Fotos: Sindicomunitário-SP
FonteJornal dos Agentes de Saúde do  Brasil, publicado em  27/11/2017, às 10h40. Atualizado em 26/11/2017.  





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Agentes Comunitários de Saúde de Caruaru aprovam novo valor de PMAQ

Agentes Comunitários e de Combate às Endemias lotam a Câmara de Caruaru para garantir novo valor do PMAQ Ontem, quinta-feira (26), os ...