sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Agrestina: Agentes comunitários e de endemias fazem manifestação em defesa da insalubridade

Após manifestações dos ACS/ACE a Prefeitura Municipal de Agrestina convocou a categoria para negociar.  

Os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias da cidade de Agrestina fizeram uma paralisação de suas atividades e manifestação, nessa quinta-feira (03/08), conforme agenda estabelecida pelo SINDACSE-PE Agreste. A paralisação prevista para os três dias (3, 4 e 7 de agosto) e manifestações são reações contra a postura da gestão do município, que não atendeu a negociações feitas em janeiro, sobre o Adicional de Insalubridade dos agentes.

O Adicional de Insalubridade tem previsão na Lei Federal 13.342/16, inclusive, estabelecendo a forma de pagamento. Justamente nessa forma de pagamento que há divergência, ou seja, a forma como a prefeitura tem remunerado a insalubridade aos ACS e ACE tem acarretado perdas.   

Publicações recentes:
Por ter direito negado, Agentes de Saúde de Agrestina paralisarão atividades
Agrestina: Agentes Comunitários e de Combate às Endemias irão paralisar atividades


Natalício Faustino e os agentes de Agrestina, na luta pelo que estabelece a  Lei Federal 13.342/16

“Embora não seja de nosso interesse acarretar nenhum prejuízo à sociedade de Agrestina, não podemos deixar de reagir a postura da gestão, em não obedecer o que estabelece a lei. Reivindicamos nada mais do que o nosso direito. Exaustivamente buscamos o diálogo para solucionar a questão da melhor forma possível, infelizmente o que negociamos não foi respeitado e tivemos que recorrer à paralisação para buscar garantir um direito previsto em lei. Felizmente, ainda no primeiro dia gestão se sensibilizou e manifestou interesse em dialogar para chegarmos ao um ponto consensual, portanto, estamos suspendendo a paralisação prevista para os três dias e greve por tempo indeterminado. O nosso interesse é dialogar e garantir o direito dos trabalhadores," declarou Natalício Faustino. presidente do SINDACSE-PE Agreste.

Reação dos agentes em defesa do Adicional de Insalubridade

Ainda no primeiro dia de paralisação e manifestações o Prefeito Thiago Lucena Nunes, que estava em viagem, se comunicou com o vice-prefeito Josué Mendes, que conversou com direção sindical e estabeleceu uma reunião para o próximo dia 08/08, às 16h., com a finalidade de solucionar o problema. Em face dessa agenda, a categoria suspendeu as manifestações previstas para hoje e segunda-feira. 

Ainda na terça-feira (08), estaremos dando um retorno aos ACS, ACE e toda a sociedade sobre o que será firmado entre a representação da categoria e a administração pública municipal.

A direção do SINDACSE-PE Agreste agradece a todos os agentes que atenderam a Convocatória e participaram das manifestações de ontem. Também ao apoio de Samuel Camêlo, coordenador da MNAS – Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde, que tem atendido as solicitações de apoio e prontamente tem potencializado a luta da categoria no Estado Pernambucano.  

Sem dúvida alguma, em âmbito municipal, garantir os direitos dos servidores públicos é ampliar a qualidade dos serviços prestados à sociedade. No caso, a municipalidade está investindo no recurso humano. Tal postura comprovadamente abre precedente à motivação do servidor e os resultados tornam-se perceptíveis nos índices de qualidade. 

Mais imagens dos ACS/ACE em Agrestina:






Autorizada a reprodução dessa matéria desde que as fontes indicadas abaixo sejam citadas.

FonteJornal dos Agentes de Saúde do Brasil Publicado em 04/08/17, às 12h18. 






https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Agentes Comunitários de Saúde de Caruaru aprovam novo valor de PMAQ

Agentes Comunitários e de Combate às Endemias lotam a Câmara de Caruaru para garantir novo valor do PMAQ Ontem, quinta-feira (26), os ...