quarta-feira, 19 de julho de 2017

Seminário Preparatório da 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde

“Queremos incluir a saúde do trabalhador no sistema SUS (Sistema Único de Saúde)”, diz Sidney Pedroso, secretário de Saúde e Segurança da Força de Mato Grosso. 

Ontem, terça-feira (18 de julho), teve início o Seminário Preparatório da 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde. Evento que contou com a participação de diversas  Centrais Sindicais, Movimentos Populares, Conselho Nacional de Saúde (CNS) etc. O evento acontece no realizado no Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem e Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de São Paulo, e que prosseguiu nesta quarta, 19 de julho.

Jeane Batista participou do evento representando o MNPR/RN

A Agente Comunitária de Saúde, Jeane Batista, que está participou do evento representando o MNPR/RN - Movimento Nacional da População de Rua do Rio Grande do Norte, comentou o seguinte:

🔂VÍDEO - Indicadores do PMAQ: fonte de dados e-SUS AB.  

O nosso movimento, diante de tudo que foi proposto no Seminário,  faz uma apelo, pedindo uma visão ampla, voltada à população de rua. Que promovam uma saúde com mais qualidade com equidade capacitando os profissionais de saúde no sentido de coibir a violência institucional sofrida pela população de rua. E uma política nacional de habitação que garanta moradia a esse público, tendo em vista todo tipo de violência sofrida na rua como, por exemplo, ambiental. Dessa violência, podemos citar o caso dos dois moradores que morreram na noite passada (madrugada do dia 18/07), vítimas de hipotermia.”

🔂 WhatsApp: Estados brasileiros ganham grupos da MNAS

A Força Sindical teve participantes de diversos estados brasileiros. Foto: Força Sindical

Segundo João Scaboli, secretário-adjunto da Secretaria de Saúde e Segurança do Trabalhador da Força Sindical, essa conferência, que será realizada entre os dias 21 e 24 de novembro,  tem o objetivo de sugerir diretrizes para desenvolver uma Política Nacional de Vigilância em Saúde. Vão participar dela os delgados indicados dentro dos consensos das conferências municipais e estaduais.

Luiz Bittencourte, secretário de saúde e segurança da Força Sindical de Santa Catarina, explicou que será debatido a situação vivenciada nos estados.
“Queremos incluir a saúde do trabalhador no sistema SUS (Sistema Único de Saúde)”, diz Sidney Pedroso, secretário de Saúde e Segurança da Força de Mato Grosso. Segundo ele, lá em seu estado, poucos trabalhadores têm convênio e 90% são atendidos pelo SUS.

Luiz Catanoce, membro do Conselho Nacional de Saúde pela Força, explica que os trabalhadores acidentados também passam pelo SUS para liberar o CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho).  
Participaram pela Força Sindical: Valdir Lima, Rio Grande do Sul, Luiz Bittencourte, Santa Catarina, Sidney Pedroso, Mato Grosso, Iranildo Domingues, Bahia, Osvaldo Silveira,Paraná, Alan Thiago Soares, Minas Gerais e Kleber Costa, Rio de Janeiro.

Permitida a reprodução, desde que as fontes sejam devidamente citadas.

Foto de Jeane Batista
Fonte Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil com informações da Força Sindical. em 19/07/17, às 16h06. Atualizado às 18h06.






https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Campanha Nacional pela Aprovação do PLC 56/17

Bem-vindo ao Canal Especial pela Aprovação do  PLC 56/2017  antigo  PL 6437/16 15/08/2017 -  Diretores do SINDICOMUNITÁRIO-SP protoc...