quarta-feira, 7 de junho de 2017

SINACS/RJ: Agentes Comunitários de Cachoeiras de Macacu conquistam regulamentação

 Agentes Comunitários de Cachoeiras de Macacu festejam vitória

Na última sexta-feira (02/06/17), o SINACS/RJ – Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, sob a presidência de Francisco Vilela, que também é coordenador da Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde Sudeste (MNAS Sudeste) e Secretário Adjunto da Saúde da Força RJ, comandou um marco histórico no município de Cachoeiras de Macacu, que foi um passo decisivo para que ocorra a tão sonhada regulamentação dos Agentes Comunitários de Saúde. Parabéns a toda a equipe de diretores do SINACS/RJ, que tem demonstrando por é a única instituição formada exclusivamente pela categoria que possui Certidão Sindical, em todo o Estado do Rio de Janeiro. 

Fortalecimento da categoria 
Com a tramitação do estabelecimento da regulamentação dos Agentes Comunitário, uma situação que põem o estado numa situação de fragilidade, despontando como um dos estados que concentram o maior número de agentes sem situação de precariedade, apesar de toda a luta que o SINACS/RJ tem feito ao longo de seus 6 anos de existência. Portanto, este sindicato, apesar de todas as vitórias que tem acumulado, eles está apenas nos anos iniciais de sua existência. 
Infelizmente a existência de instituições que simulam representar a categoria, defendendo interesses diversos, que não o dela, tem atrapalhado os avanços desse importantíssimo trabalho.

Leia os destaques:
🔂 Agentes de saúde e endemias pedem reajuste salarial e outros benefícios
🔂Reajuste: Depois de articulação da categoria, agentes comunitários e de endemias terão reajuste
🔂Sem extra de R$ 300: Agentes Comunitários realizaram paralisação nessa segunda-feira
🔂Agentes de Saúde foram destaque no Programa Bom Dia Brasil da Rede Globo
🔂 Aposentadoria Especial dos Agentes de Saúde
🔂O Trabalho dos Agentes Comunitários e do Agente de Endemias reduz o tempo para se aposentar
🔂 Decisão do STF sobre o uso de EPI e suas consequências
🔂Agentes de saúde recebem diárias de R$ 300 para fazer o trabalho dos agentes de endemias
🔂CONACS e apoiadores são CRITICADOS por não acatarem proposta da EPSJV/Fiocruz
🔂Aprovado o PL 6437/16: agora segue para o Senado Federal
🔂Agentes de Saúde participam de manifestações contra as reformas do governo Temer
🔂MNAS orienta Agentes de Saúde  contra Prefeituras que não pagam o Incentivo Adicional (14º 

 Fala de Francisco Vilela (presidente do SINACS/RJ, coordenador da MNAS Sudeste e Secretário Adjunto da Saúde da Força RJ) aos agentes na Assembleia de Cachoeiras de Macacu
Gostaria de deixar registrada a nossa satisfação pela confiança que a categoria teve em nosso trabalho. É fundamental que os associados confiem em nossa equipe, atendam ao nosso chamamento nos momentos que convocarmos e entendam que participamos de um momento de transformação expressiva no Estado do Rio de Janeiro. Portanto, não podemos atingir a plenitude que desejamos, se não houver a confiança necessária. E, sem dúvida alguma, os Agentes Comunitários de Cachoeiras de Macacu confiaram na diretoria do SINACS/RJ e estão colhendo bons resultados pela parceria que estabeleceram. Temos a certeza de que mais vitórias virão e que não ficará restrita ao municipal. Somos fortes, somos águias," disse Francisco Vilela.
Sensibilidade do prefeito do município
O Prefeito de Cachoeiras de Macacu,  Sr. Mauro Soares, foi sensível a situação da categoria no município. Ele compreende a relevante importância do trabalho desenvolvido pelos Agentes Comunitários de Saúde na cidade e aceitou o desafio de criar o cargo no município, estabelecendo um marco histórico em seu mandato. 
O Prefeito Mauro Soares já enviou o Projeto de Lei (PL) à Câmara Municipal de Cachoeiras de Macacu. Agora a proposta será apreciada pelos vereadores. 
A categoria aguarda ansiosamente a data da apreciação do PL para que possa marcar presença nesse evento que definirá mudanças expressivas e permanentes a todos os agentes.

Regulamentação da categoria no Estado do RJ
Sensível a necessidade de Regulamentação da situação de todos os Agentes Comunitários de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, o SINACS/RJ está à disposição para intermediar o diálogo em qualquer município carioca. Para tal fato, basta que a categoria estabeleça contato com a direção SINACS/RJ, por meio de um de seus canais de comunicação, conforme disponibilizado abaixo:

Telefone: (21) 3091-2778
E-mail: sinacs.rio@hotmail.com
Site: www.sinacsrj.com
FanPage: www.facebook.com/sinacs.rio
Endereço: RUA JOAQUIM LARANJEIRAS, 96 SI,302, Alcântara, Rio de Janeiro.

Imagens da Assembleia dos Agentes Comunitários de Cachoeiras de Macacu:
















A reprodução desta notícia é autorizada desde que contenha a autoria do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.

FonteJornal dos Agentes de Saúde do Brasil www.agentesdesaude.com.br / Publicado em 07/06/17, às 11h37. 


Leia Também:
🔂REAJUSTEL: Constituição, Lei Orgânica do Município/Estado...Garantem o Reajuste Salarial 
🔂RN tem a cidade mais perigosa do Brasil, aponta estudo mexicano
🔂 O que é assédio Moral e o que não é...
🔂Agente Comunitário e esposa foram encontrados mortos
🔂Extrema violência marcaram manifestações das Centrais Sindicais em Brasília
🔂Terceira parada do ano: Agentes de saúde param por cinco dias e só retornam após decisão
🔂Conass: tenta descaracterizar proposta que pode salvar os Agentes de Saúde (ACS/ACE)
🔂Vídeo: Bandidos se passam por agentes de saúde para aplicar golpe na população
🔂Reação contra a Tentativa de extinção dos Agentes Comunitários e de combate às endemias
🔂Agente de Saúde: Saiba como garantir o seu “Reajuste do Piso Nacional”
🔂CÂMARA: Projeto pode unificar atribuições de agentes comunitários, diz sindicalista
🔂O trabalho dos agentes de saúde gera uma economia mensal de quase 4 bi aos cofres públicos

Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


O seu Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil agradece pelos 7.000.000 de consultas

Em 2013, quando uma postagem do Jornal, versão Facebook, atingiu 1.480.000 (um milhão, quatrocentos e oitenta mil) acessos ficou evidente...