terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Tribunal de Contas do Estado está de olho nos municípios em ‘emergência’ que anunciaram carnaval

Procurador Plínio Valente. Ministério Público de Contas do Estado e Tribunal de Contas do Estado de olho nas farras com recursos públicos

O Ministério Público de Contas do Estado do Piauí, juntamente com o Tribunal de Contas do Estado estão fazendo análise de informações entre as prefeituras que emitiram decreto de emergência, contudo, estão anunciando que promoverão festas de carnaval. Como tais prefeituras pagarão essas despesas se foram responsáveis pelo decreto de emergência? Há controvérsias entre as questões pertinentes ao decreto e o investimento de recursos no carnaval. 

Conforme informações recebidas pelo Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil o procurador Plínio Valente manifestou publicamente as implicações dessas contradição dos administradores públicos municipais.

Se constatado que houve uso indevido dos recursos, ou seja, se os recurso originários dos decretos forem utilizados no carnaval, sem dúvida alguma, Ministério Público de Contas irá acionar os responsáveis  na justiça.

Certamente que tais gestores terão menos sorte do que possuem os que desviam os recursos destinados aos Agentes de Saúde nos mais diversos estados brasileiros, inclusive do Piauí. 

Fonte: Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil - www.agentesdesaude.com.br Publicado em 31/01/17, às 18h17.


Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


O seu Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil agradece pelos 7.000.000 de consultas

Em 2013, quando uma postagem do Jornal, versão Facebook, atingiu 1.480.000 (um milhão, quatrocentos e oitenta mil) acessos ficou evidente...