quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

A Força Sindical que vem do SINACS/RJ

Diretoria do SINACS/RJ faz um trabalho com excelência no Estado do Rio de Janeiro

Lamentavelmente a grave crise financeira do estado do Rio de Janeiro tem causado imensuráveis prejuízos aos trabalhadores, contudo, há ações que se sobressaem desse cenário de perdas. 

Como é de conhecimento geral, o governo anunciou um pacote de austeridade com medidas impopulares, como o aumento de impostos, a cobrança do desconto de 30% dos salários dos funcionários e das pensões dos aposentados durante 16 meses, o fim dos restaurantes populares e o reajuste da tarifa do bilhete único de 6,50 para 7,50 reais. Segundo a Revista Carta Capital, a queda de arrecadação e no recebimento dos royalties pela exploração do petróleo são as principais causas dessa situação. A quem indique que a concessão de incentivos fiscais sejam as principais causas da crise, mas não há unanimidade sobre o assunto. Os incentivos permitiram atrair empresas que geram arrecadação e empregos. De acordo com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Rio concedeu 138 bilhões de reais em renúncia fiscal entre 2008 e 2013.

Com relação à arrecadação dos royalties, também houve queda. Segundo dados da plataforma Inforoyalties, alimentada com dados da Agência Nacional do Petróleo, em 2014 o estado do Rio de Janeiro recebeu 3,213 bilhões de reais. Em 2015, a quantia diminuiu para 2,308 bilhões e mingou ainda mais em 2016: 1,404 bilhão.

A crise econômica brasileira, que levou à queda na arrecadação do ICMS, e a do setor petroleiro, motivada pelos escândalos de corrupção na Petrobras investigados pela Operação Lava Jato, ajudam a complicar o quadro. No caso do ICMS, houve queda de 9,4% na arrecadação do tributo entre 2014 e 2015.


Secretário de Saúde de São Gonçalo, Dimas Gadelha

Apesar de toda essa catastrófica situação, os municípios em que o SINACS/RJ se faz presente, os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) têm recebido os seus pagamentos em dia, até mesmo o 13º salário está em situação regular. Para se ter uma ideia da dimensão da situação citamos como exemplo o município de São Gonçalo, base do sindicato: Há uma parceria firmada com o Secretário de Saúde, Dimas Gadelha, cujo objetivo é garantir o reconhecimento de todos os direitos dos trabalhadores. Então, enquanto o funcionalismo público no estado está em profunda decadência, na contra mão, temos os salários sendo pagos em dia, 13º salários e demais direitos. Para fechar com chave de ouro, estamos aguardando o pagamento do Incentivo Adicional. Apesar da pendência desse item, o saldo é positivo! 

"Esperamos que a nova gestão reconheça a parceria do SINACS/RJ e dê continuidade a esse trabalho," disse Francisco Vilela, presidente do honroso sindicato.   

Fonte: Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil - www.agentesdesaude.com.br  Com informações da Revista Carta Capital. Publicado em 21/12/16, às 11h23.


Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


O seu Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil agradece pelos 7.000.000 de consultas

Em 2013, quando uma postagem do Jornal, versão Facebook, atingiu 1.480.000 (um milhão, quatrocentos e oitenta mil) acessos ficou evidente...