domingo, 9 de outubro de 2016

EXCLUSIVO: Prefeito perde eleição e agentes de saúde são "espancadas" por enfermeiras

As Agentes de Saúde de Rondonópolis são conhecidas pela garra e determinação. Mesmo submetidas a contração precária, elas não se atemorizaram em lutar por seus direitos.

Coação e ameaças a servidores públicos por parte dos gestores de Rondonópolis (MT), durante a última campanha eleitoral, se projeta como um escândalo nacional, após o vazamento dos áudios com as palavras absurdas, utilizadas pelas enfermeiras contra as Agentes de Saúde.

Prefeito Percival Muniz (PPS/MT) foi derrotado nas urnas por Zé Carlos do Pátio. Este obteve 36, 22% contra os 34,79% do prefeito.

Na semana de comemoração do Dia dos Agentes de Saúde, as agentes de Rondonópolis receberam uma verdadeira surra de suas enfermeiras. Se é que podemos tratá-las assim, considerando a postura absurda e antiprofissional que assumiram, As enfermeiras chamaram as Agentes de Saúde de vagabundas, “carniças do Zé do Pátio” entre outros adjetivos pejorativos. A motivação para tal prática criminosa foi a recusa das agentes em apoiar o candidato das agressoras (Prefeito Percival Muniz), vindo este a perder o pleito eleitoral. Tal coação, não apenas se configura como crime com previsão no ordenamento jurídico brasileiro, podendo ser caracterizando como crime eleitoral, tendo como objeto da agressão uma pratica de ilícito, previsto pelo Supremo Tribunal Eleitoral (STE) - como prática de crime eleitoral, podendo, inclusive, acarretar punição ao candidato envolvido na questão. Sem falar da acusação de uso da máquina pública, entre outros delitos ao qual o gestor poderá ser indiciado, se comprovado tais práticas.

A diretoria do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil ficou chocada ao ouvir os áudios com a fala das enfermeiras. Verdadeiros absurdos e que requer das autoridades, a quem compete a apuração de tais delitos, uma imediata providência! Não é admissível que absurdos como os que foram cometidos contra as agentes de saúde de Rondonópolis fique sem uma imediata providência.

As provas da coação e arbitrariedades da gestão
Os áudios e vídeos que retratam provas inquestionáveis das arbitrariedades foram divulgados e circulam nas redes sociais.
Além da perseguições politicas, por parte de servidores graduados, ligados ao atual prefeito, eles revelam práticas ilícitas durante a campanha eleitoral do candidato das agressoras.

Reação pública
Na próxima segunda-feira (10), na Praça Brasil a partir das 08h, um grupo de agentes de irão se manifestar contra os referidos abusos da administração. A motivação da manifestação tem ligação com ameaçadas de retaliações e demissões.

Leia matérias completas:
Ocupe das PÁGINAS OFICIAIS de Rodrigo Maia e Michel Temer continua!
Se você pudesse dá uma NOTA ao seu PREFEITO, qual daria?
Insalubridade e Periculosidade: TST autoriza pagamento cumulativo dos adicionais
Ex-Agente de Saúde cria o mais completo aplicativo de enfrentamento ao Aedes aegypti do país
Contra os trabalhadores: Agentes de saúde são alvo da nova investida da CNM
Trabalhadores na área da saúde tem o direito de uma contagem de tempo diferenciada
Senado: MNAS e ANASA se articulam com ênfase a votação do PLC 210
Orientação de como consultar CNS profissional pelo celular 
Cadastro Domiciliar Familiar e Individual no aplicativo ePHealth ACS Lite 
Agentes integrados: Sistema informatizado de saúde chega aos agentes comunitários
Agentes de Saúde poderá comprar moto isento de imposto
Efetivação de todos os Agentes de Saúde do Brasil
Curso gratuito em Gestão Pública em Saúde - UNASUS/UFMA
Expectativa de que novo adicional poderá dobrar o salário dos Agentes de Saúde 
MNAS reforça campanha pela Efetivação dos 200 mil agentes no Portal com mais de 43.693.033 membros ao redor do mundo
Justiça determina que Prefeitura de Monte Negro pague o Piso Nacional aos agentes de saúde
Ajuda de custo de R$ 300: Nova lei institui ajuda de custo para agentes de saúde

Com a manifestação publica de amanhã, Rondonópolis ouvirá das servidoras os relatos de pressão, abusos das diversas ordens, da qual estão sendo vítimas e cobrar providências dos da justiça.


 Marina Lara, Presidente do SIRACS

Aguardamos um posicionamento do SIRACS – Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes do Combate a Endemias da Região Sul do Estado de Mato Grosso, na pessoa de sua presidente, Marina Lara. Até o momento não temos o registro de nenhuma ação em defesa da categoria.

Há relatos de que a categoria dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias enfrenta problemas de diversas ordens, inclusive, legal e administrativa.

Ouçam alguns dos áudios que circulam nas redes sociais:

00:00
00:00
00:00
00:00


Fonte: Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 



Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif