sábado, 15 de outubro de 2016

Deputados e senadores enviam um recado aos Agentes de Saúde do Brasil

O deputado Rodrigo Maia, presidente interino, na ausência de Michel Temer, praticamente vetou todas as propostas do PLC 210/2015

Manutenção da Paralisação Fortalece a Luta Nacional
Por Samuel Camêlo*

Caravanas prontas, passagens compradas, rotas definidas, ofícios encaminhados às prefeituras, uma estimativa de 3.000 agentes comunitários e de combate às endemias, prontos para OCUPAR Brasília, logo após o OCUPE da página oficial do Presidente Michel Temer e do deputado Rodrigo Maia, Presidente da Câmara dos Deputados, responsável pelos VETOS ao PLC 210/2015, projeto que garante a maiores conquistas dos agentes até o momento.

Manobra dos Parlamentares para desarticular os ACS/ACE
Infelizmente os parlamentares conseguiram desarticular a PARALISAÇÃO NACIONAL DE BRASÍLIA, retirando da pauta do dia 18 de outubro a VOTAÇÃO dos VETOS do Projeto 210. Exatamente na data em que seria realizada uma Mobilização Nacional em todas as cidades, que decidiram defender essa importante luta por garantia de direitos. Sem votação em Brasília, não restou outra saída à CONACS, a não ser adiar a mobilização no Distrito Federal, contudo, em face da situação, dos riscos de desarticulação e, em face da indignação das duas categorias (ACS e ACE), a MNAS – Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde decidiu manter a agenda da Paralisação Nacional do dia 18. Uma ação que fortalece a luta e próxima agenda da CONACS em Brasília, mesmo com o risco da VOTAÇÃO DO PLC 210 ter vários agendamentos, exatamente como ocorreu na votação desse projeto, situação em que passou por aproximadamente 4 agendamentos.

A articulação dos Prefeitos
A CNM – Confederação Nacional dos Municípios, além de outras entidades que representam os prefeitos e secretários em saúde do Brasil, foram os responsáveis pelas ações que culminaram nos VETOS às mais altas conquistas dos agentes de saúde até o momento.  Logo após a aprovação do Projeto, na segunda casa do parlamento brasileiro, no Senado, a CNM enviou um ofício ao Presidente da República, pressionando-o para que VETASSE o PLC 210. Evidenciando de onde ser origina a articulação para enfraquecer a luta dos agentes comunitários e de combate às endemias, ou seja, das PREFEITURAS. Silenciosamente os gestores municipais têm imposto sucessivas derrotas contra todos os AGENTES DE SAÚDE de nosso país. Os mesmos administradores públicos que, durante o período de eleições, nos procura em busca de apoio, em face da relação do agente com a comunidade onde está inserido.


União que gera o Fortalecimento 
Somente a UNIÃO entre toda a categoria de agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, torna possível a VITÓRIA, em face da essa articulação perversa, que nasceu em nossas cidades. Foi essa articulação perversa que possibilitou um prejuízo de aproximadamente R$ 700 milhões aos agentes comunitários, no final do ano passado.

Tentarão nos desarticular sempre
Sem dúvida alguma que as tentativas de desarticulações, por parte dos gestores, continuarão. Inevitavelmente eles irão investir  pesado para nos desmobilizar. Até mesmo por meio de “sedução política”, tentam provocar a nossa desarticulação. Essa sedução que faz com que alguns poucos indivíduos deixem de defender a CATEGORIA para defender os PARTIDOS. Quem coloca os PARTIDOS em primeiro lugar se perdeu do caminho, já não “veste a camisa” de sua CATEGORIA.

A luta dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias não pode ser enfraquecida, ela precisa se avolumar, se revestir da certeza de JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

Por Samuel Camêlo – Diretor e editor do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil, Coordenador Geral da MNAS – Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (ACS/ACE). Educador Social em Saúde, Bacharel em Direito pela Universidade Tira Dentes, graduado e pós-graduado em história.

Fonte: Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil (Permitida a reprodução, desde que a fonte seja mantida)

Leia matérias completas:
O CONGRESSO TENTA DESARTICULAR A PARALISAÇÃO NACIONAL
Paralisação Nacional em DEFESA do Reajuste do Piso e derrubada dos VETOS ao PLC 210
Agentes de Saúde recebem Bicicletas Elétricas
MNAS convoca ACS/ACE em  reação aos VETOS do PLC 210
DECRETO Nº 8.869: Programa Criança Feliz
PEC 241: O próprio IPEA desmentiu que a saúde perderia R$ 743 bilhões em 20 anos
DPU ajuíza ação para liberar FGTS de 1.200 agentes de saúde em João Pessoa
Se você pudesse dá uma NOTA ao seu PREFEITO, qual daria?
Insalubridade e Periculosidade: TST autoriza pagamento cumulativo dos adicionais
Ex-Agente de Saúde cria o mais completo aplicativo de enfrentamento ao Aedes aegypti do país
Contra os trabalhadores: Agentes de saúde são alvo da nova investida da CNM
Trabalhadores na área da saúde tem o direito de uma contagem de tempo diferenciada
Senado: MNAS e ANASA se articulam com ênfase a votação do PLC 210
Orientação de como consultar CNS profissional pelo celular 
Agentes integrados: Sistema informatizado de saúde chega aos agentes comunitários
Ação da Frente Parlamentar resulta na criação de Conselho aos Agentes de Saúde
Agentes de Saúde poderá comprar moto isento de imposto
Efetivação de todos os Agentes de Saúde do Brasil
Curso gratuito em Gestão Pública em Saúde - UNASUS/UFMA
Agentes de saúde (ACS/ACE) lançam candidatura e buscam fortalecer a luta da categoria
Expectativa de que novo adicional poderá dobrar o salário dos Agentes de Saúde 
MNAS reforça campanha pela Efetivação dos 200 mil agentes no Portal com mais de 43.693.033 


Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif