quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Direção do SINDACS/BA debate pauta da campanha salarial 2016/2017


A direção do SINDACS/BA, se reuniu na manhã desta terça-feira dia 22/08/2016 com o Prefeito do município de Jandaira o Sr. Roberto Ávila a Secretária de Saúde e uma comissão de ACS na ocasião foi discutido a pauta da campanha salarial 2016/2017.

Um dos pontos principal da reunião foi a pendência em relação ao pagamento do adicional de insalubridade e o retroativo, onde a categoria não recebe por a gestão entender que os ACS não desenvolve atividade insalubre. Foi apresentado diversos fatores que caracteriza sim uma atividade desenvolvida pelo ACS como insalubre, “disse Marivaldo”.

Diante do exposto o Gestor alega não ter condições financeiras de realizar tal pagamento e como o SINDACS oficiou a solicitação do pagamento e do retroativo do mesmo o Prefeito deixou a cargo do procurador do município analisar essa situação.

Leia matérias completas:
Se você pudesse dá uma NOTA ao seu PREFEITO, qual daria?
Servidores e agentes de saúde se unem em ato pelo reajuste salarial
Agentes de Saúde poderá comprar moto isento de imposto
Efetivação de todos os Agentes de Saúde do Brasil
Curso gratuito em Gestão Pública em Saúde - UNASUS/UFMA
A aprovação do fim do 13º salário é um dos boatos mais antigos da internet 
Agentes de saúde (ACS/ACE) lançam candidatura e buscam fortalecer a luta da categoria
Expectativa de que novo adicional poderá dobrar o salário dos Agentes de Saúde 
Agentes Comunitários e de Endemias expressam o desejo da garantia do Incentivo Adicional
SAÚDE PÚBLICA: Agentes de saúde poderão ter prioridade no Minha Casa Minha Vida
MNAS reforça campanha pela Efetivação dos 200 mil agentes no Portal com mais de 43.693.033 membros ao redor do mundo
Justiça determina que Prefeitura de Monte Negro pague o Piso Nacional aos agentes de saúde
Ajuda de custo de R$ 300: Nova lei institui ajuda de custo para agentes de saúde

Em relação à Lei municipal que cria os cargos de ACS e ACE de Jandaira o Gestor deixou a cargo do Procurador a criação da mesma.

Aproveitando o ensejo da discussão o Coordenador Marivaldo sugeriu ao Gestor que apreciasse e implantasse no município o Lei do PMAQ uma vez que o município já recebe e até o momento não se preocupou em criar a devida lei e regulariza-la.

A reunião foi encerra com o gestor alegando não ter condições financeiras até o momento de se pagar nada a mais a categoria além do salário e o quinquênio, mas deixou a pauta em aberta para em outro momento oportuno retornamos as negociações.

Fonte: SINDACS/BA






https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif