segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Mais um caso de violência contra Agente de saúde. Um caso de tentativa de estupro

Abusos comenditos contra Agente de saúde se tornam recorrentes

Chegou a coordenação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil mais um relato de violência de conotação sexual, praticado contra agentes de saúde. Dessa vez o fato ocorreu na Rua Padre Mario, bairro de Alphaville, em Porto velho, Rondônia.

Dessa vez a agente possui 42 anos e estava trabalhando quando foi surpreendida, exatamente quando ia atender uma paciente, quando foi surpreendida por um homem aparentando 28 anos. No primeiro momento o elemento abordou a trabalhadora pedindo informações sobre como se cadastrar para obtenção do cartão do SUS. Num momento de distração da agente, o criminoso passou as mãos pelos seios e barriga da agente. Depois dessa prática, E logo o bandido entrou em um matagal próximo próximo ao local.

Leia matérias completas:
ANASA Garante Articulação para a votação do PLS 210/2015
DF reduz mortalidade materna em 2015 e atinge meta da ONU para o país
PLC 210/2015: Pauta do Plenário inclui benefícios para ACS e ACE
Agentes de saúde (ACS/ACE) lançam candidatura e buscam fortalecer a luta da categoria
São Paulo: Coordenador da MNAS participa da Oficina Nacional de Elaboração de Diretrizes...
Expectativa de que novo adicional poderá dobrar o salário dos Agentes de Saúde 
Agentes Comunitários e de Endemias expressam o desejo da garantia do Incentivo Adicional
Prefeitura alerta população para golpe do falso agente de saúde 
Mais uma Agente de Saúde sofre tentativa de homicídio, dessa vez em São Miguel dos Campos
MNAS reforça campanha pela Efetivação dos 200 mil agentes no Portal com mais de 43.693.033 membros ao redor do mundo
Ajuda de custo de R$ 300: Nova lei institui ajuda de custo para agentes de saúde

Após o registro da ocorrência, tendo a Polícia Militar efetuado diligências, o criminoso foi encontrado, saindo do local, exatamente onde a vítima havia descrito que ele estava. O tarado foi imediatamente preso pelos PMs, sob a acusação de tentativa de estupro com base no Artigo 213 do Código Civil e art. 14 , II do Código Penal Brasileiro, além dos reflexos do Decreto Lei nº 2.848/1940.


Outro tipo de violência 

A agente de saúde recifense, Nalva Lino, descreveu em nosso mural interativo do Jornal sobre outro tipo de violência, também recorrente entre a categoria. No caso dela, conforme descrição a baixo, poderia ter tido um desfeche trágico. Ela foi agredida por uma comunitária, que a jogou em um rio transbordante, além de outros atos abusivos.

Felizmente não ocorreu tal coisa, apesar das sequências evidenciadas pelos traumas psicológicos.
Infelizmente a maior pena que a comunitária agressora recebeu foi um registro de um Termo Circunstancial de Ocorrência - TCO.




Fonte: Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil - www.agentesdesaude.com.br






https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif