quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Homem é diagnosticado com zika, dengue e chikungunya ao mesmo tempo

O estudo aponta que o caso é considerado grave

Em meio aos alertas emitidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), apontando a possibilidade do zika se tornar uma epidemia global, foi diagnosticado o primeiro caso combinado de infecção de zika, dengue e chikungunya em um mesmo paciente. Trata-se de um homem colombiano, de 49 anos, infectado pelo vírus transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti.


O caso foi descoberto por médicos da Divisão de Epidemiologia e do Grupo de Pesquisas de Controle de Doenças Infecciosas do Hospital Universitário do município de Sincelejo, em Sucre. Os infectologistas prestaram atendimento ao paciente em 2015 e, desde 2 de janeiro de 2016, quando submeteram um artigo na revista especializada “Journal of Infection and Public Health” sobre o caso, estão em meio a polêmica no meio médico.


Ainda no início de fevereiro, novos artigos foram submetidos analisando as constatações da equipe colombiana e repercutindo a questão.

O estudo aponta que o caso é considerado grave, entretanto, o homem teve seu estado de saúde controlado e seu quadro é estável. Os médicos relatam que ao chegar ao hospital ele apresentava conjuntivite, febre de 38°, manchas vermelhas nas costas e braços e foi submetido aos exames de anticorpos para detectar os três vírus – todos deram positivo. Em exames mais aprofundados, foi detectado pelos especialistas o avermelhamento de gânglios linfáticos e inchaço nas pernas do paciente. Não houve, porém, o surgimento de nenhum sintoma além dos já categorizados em pessoas infectadas pelos três vírus.

Leia outras publicações:
“Homem árvore” tem verrugas semelhantes a galhos crescendo em suas mãos, devido à condição rara
Estudante concilia trabalho na roça com estudo de física e é aprovado em medicina
Pela 1ª vez, corrupção é vista como maior problema do país, diz Datafolha
ISTO É ISRAEL! DESENVOLVENDO-SE PARA MELHORAR O MUNDO...
Primeiros transplantes de útero serão feitos no Reino Unido
Pai do ano: Gari que criou filha sozinho a forma em medicina
Suspeita real: Microcefalia foi causada por erro na administração da vacina tríplice (sarampo, caxumba e rubéola)
Dê a sua opinião sobre o Projeto que garante Multa por atraso de salário
Profissional que foi demitido tem direito a continuar com plano de saúde
O sangue dos homossexuais continua banido
FGTS: tire suas dúvidas sobre o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço

Nenhum efeito sinérgico dessas infecções virais”, relataram os médicos, ressaltando que o paciente foi tratado como os infectados comuns pelas doenças são, sem nenhum procedimento médico mais sério. Os especialistas, no entanto, ressaltam que em cada paciente as doenças se apresentam de formas distintas, portanto, novos casos da “tríplice infecção” poderão ter desfechos mais graves. Fonte: diariodepernambuco.com.br







https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif