quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Vereadores recebem demandas dos agentes comunitários e de endemias

Presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho recebeu, ontem, representantes do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Sanitaristas no Estado do Ceará (Sinasce) e do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (SindiFort) para ouvir as reivindicações da categoria. Uma comissão de vereadores formada pelos parlamentares Adail Júnior; Antônio Henrique; Didi Mangueira; Jovanil Oliveira e Ronivaldo Maia, também foi formada.

A pauta de reivindicação inclui o pagamento do piso salarial nacional sem a retirada da produtividade, além da implementação dos Planos de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS). “Há um ano e meio, a Prefeitura de Fortaleza não nos paga o piso salarial nacional de R$1.014. Queremos o pagamento do piso sem a retirada, sem a perda produtividade das duas categorias, dos agentes de endemias e de saúde, como também, a implementação do PCCS. Foram feitas algumas assembleias e as categorias disseram não à proposta do Prefeito. Não aceitamos a proposta. Seria um retrocesso , um prejuízo para os mais de quatro mil servidores”, disse o agente de Saúde, Anderson Ribeiro.

Veja também:
Prefeitura de Guamaré entrega Tablets aos Agentes de Saúde
Comissão aprova projeto que prevê direitos para agentes de saúde
Reajuste do "Piso Nacional": Votação do PL 2507/15 será no dia 17/11/2015
Proposta dá adicional de insalubridade a agentes. Minha Casa Minha Vida está na pauta
Agentes de saúde fazem sugestões a relatório de comissão especial
O que fazer para garantir que o gestor municipal repasse o incentivo adicional (14º) s ACS?
Agentes de Saúde e demais servidores da saúde da Prefeitura de Palhoça decidem encerrar a greve
Camocim/CE anuncia "Piso Nacional" e doação de motos aos Agentes Comunitários de Saúde
Plano de valorização dos agentes de saúde não passa de "oratória" do governo, defende MNAS
Sobral/CE: Vereador Fredim afirma que estão desviando dinheiro dos Agentes de Saúde  
Vídeo: Coordenador da MNAS fala ao Canal Saúde/Fiocruz sobre o descontentamento

O representante da categoria explicou que o pedido ao presidente Salmito é para que a Casa reconheça a decisão da categoria, aprovada em assembleia, de que não é de acordo com a proposta do Executivo, do pagamento do piso salarial nacional, mas com a retirada da produtividade.

Salmito Filho ouviu a reivindicação das categorias e prometeu avaliar a pauta apresentada pelos agentes para estabelecer um diálogo. “Colocamos de forma franca e sincera que o Prefeito de Fortaleza já recebeu os representantes e fez uma proposta concreta, que o presidente do Sinasce encaminhou em assembleia, aprovando e acatando a proposta do Prefeito. Mas, a outros sindicatos e até dirigentes do próprio sindicato discordam, e estamos aqui recebendo e estabelecendo essa mesa de diálogo.”

Apoio
Após o encontro, o vereador Ronivaldo Maia manifestou, em plenário, apoio a mobilização dos agentes. “Somos testemunhas da luta e garra dos trabalhadores, e a Prefeitura numa manobra colocou o pagamento da indenização de campo, como se estivesse assim pagando o piso nacional. A indenização de campo é uma gratificação e foi uma conquista da categoria. A Prefeitura tem que pagar o piso salarial de R$ 1.014,00 sem a retirada da gratificação”, destacou. Fonte: O Estado







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!



https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif