quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Agentes de Saúde de Gravatá integram a GREVE dos funcionários públicos


Agentes de Saúde de Gravatá aderiram a greve dos servidores

Em Gravatá/PE, não há previsão para o fim da greve dos servidores municipais. No entendimento dos sindicalistas que comandam o movimento, a expectativa é que o fim esteja distante, considerando que o movimento só será desfeito após o cumprimento de todas as exigências dos servidores. Entre as pautas de discussão está a implantação da Insalubridade, PMAQ, PQAVS e a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), além da aprovação de Projetos de Lei que beneficiam as categorias envolvidas no movimento.

Conforme informações repassadas ao Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil pela presidente da AMACS (Associação Municipal dos Agentes Comunitários de Saúde), Tatiana Fradique, a categoria dos Agentes de Saúde aderiu ao movimento grevista com a finalidade de estabelecer a garantia de seus direitos.

Veja também:
Camocim/CE anuncia "Piso Nacional" e doação de motos aos Agentes Comunitários de Saúde

Plano de valorização dos agentes de saúde não passa de "oratória" do governo, defende MNAS

Sobral/CE: Vereador Fredim afirma que estão desviando dinheiro dos Agentes de Saúde 
Prefeitura de Carazinho demite agentes de saúde 
Prefeito da Cidade de Dona Inês/PB anuncia demissão de agentes de saúde 
17 Agentes de Saúde foram exonerados em Cataguases/MG
CNM deixa claro que as possíveis demissões de ACS’s e ACE’s são de responsabilidade do Governo
Portarias farão com que municípios arquem sozinhos com agentes comunitários e de endemias
O Fundo Nacional de Saúde (FNS) Cortou R$ 267,8 milhões dos recursos destinados ao Agentes...
Vídeo: Coordenador da MNAS fala ao Canal Saúde/Fiocruz sobre o descontentamento


A greve se aproxima dos vinte dias na cidade de Gravatá. Esta é considerada a maior paralisação já registrada na história político-administrativa da cidade. O Comando da greve se reúne diariamente na Praça Rodolfo de Morais para estabelecer as diretrizes da greve e avaliar a situação.

  Neto da Banca, Secretário de Governo de Gravatá


Na manhã desta quinta-feira (22) o Secretário de Governo, Neto da Banca, recebeu o comando da greve formado por Antônio Manoel, Tatiane Fradique e Marcelo de Brito. Lamentavelmente a Secretária de Saúde, Aglaine Oliveiral, e o Procurador-geral do município, Antônio Saldanha, não compareceram ao encontro, mesmo tendo sido convocados.

A assistente jurídica da Secretaria de Saúde, Anne Banja
, esclareceu que o Poder Executivo irá efetuar o pagamento das insalubridades, a partir de novembro, por ocasião da regularização dos serviços. Em relação aos EPI’s, ela disse que a empresa vencedora do processo licitatório se segou em fornecer o material, contudo, uma nova empresa a substituirá ainda este ano.
Em relação ao PMAQ e PQAUS, a assistente informou que aguarda a avaliação por parte do gabinete do prefeito e que na primeira reunião do último período do Poder Legislativo deste ano serão colocadas em votação em regime de urgência.

Foi proposto pelo secretário Neto da Banca o lavramento de uma ata com a finalidade de marcar o comprometimento do município para a resolução das propostas apresentadas. Apesar de tal fato, em atendimento as expectativas dos servidores o comando da greve não aceitou o encerramento da paralisação em razão do não comparecimento da secretária e do procurador-geral do município.









Deixe o seu comentário no espaço abaixo!



https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif