quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Os Agentes Comunitários de Saúde do CMS Salles Netto estão neste momento respondendo a pesquisa de opinião 2015.

Os Agentes Comunitários de Saúde do CMS Salles Netto estão neste momento respondendo a pesquisa de opinião 2015.

Leia também: 
Prefeitura de Carazinho demite agentes de saúde 
Demissões: Sindicato questiona demissões de agentes de endemia em Juiz de Fora

Prefeito da Cidade de Dona Inês/PB anuncia demissão de agentes de saúde 
17 Agentes de Saúde foram exonerados em Cataguases/MG
CNM deixa claro que as possíveis demissões de ACS’s e ACE’s são de responsabilidade do Governo Federal
Portarias farão com que municípios arquem sozinhos com agentes comunitários de saúde e de endemias
O Fundo Nacional de Saúde (FNS) Cortou R$ 267,8 milhões dos recursos destinados ao Agentes...
Vídeo: Coordenador da MNAS fala ao Canal Saúde/Fiocruz sobre o descontentamento

Agente de Saúde da Família





Todo agente de saúde é essencialmente um Educador Social


Em 1994 o Ministério da Saúde lançou o PSF como uma das estratégias da Política Nacional de Atenção Básica, com caráter organizativo complementar e substitutivo ao PACS para qual as ações dos agentes comunitários de saúde sejam acompanhadas e orientadas por um enfermeiro(a), sendo este profissional o responsável pela supervisão e acompanhamento do trabalho dos ACSs, lotado em uma unidade básica de saúde, que possui as especialidades básicas e demanda espontânea e/ou encaminhada por Unidades Elementares de Saúde.
Essencialmente, as atribuições do agente comunitário são as mesmas, contando agora com o apoio direto do enfermeiro(a) e médico(a) de saúde da família, responsáveis pela população de um mesmo território e/ou microrregião; e em alguns municípios contam ainda com odontólogos, profissionais de serviços sociais e psicólogos, na mesma unidade de saúde ou na unidade de referência (Unidades Básicas Matriciais).
Por outro lado, para cumprir a proposição de conhecer a realidade das famílias pelas quais são responsáveis (cerca de 150 famílias ou 750 pessoas por agente), identificando os problemas de saúde mais comuns e situações de risco que a população está exposta, novas demandas surgem ou se especificam continuamente.
O suporte ao atendimento da morbi-mortalidade por causas externas as quais englobam outros fatores de risco e danos à saúde como, por exemplo, os acidentes de trânsito, programas de recuperação para usuários de drogas, atenção aos problemas da violência doméstica contra mulher, criança ou idoso para os quais existem proposições específicas de vigilância e controle além do  SIAB Sistema de Informação da Atenção Básicprograma com o qual o ACS produz as informações relativas ao território que administra, não estava previsto como tarefa sua.
Novas formações profissionais de nível técnico têm sido argumentadas, propostas e instituídas para a capacitação de servidores que compõem o quadro do SUS e atuam diretamente com a SVS (Secretaria de Vigilância em Saúde). A formação técnica em Vigilância em Saúde, com o apoio do Ministério da Saúde aprimora ou complementa o conhecimento científico e tecnológico na área preventiva de doenças e agravos e na promoção da saúde substituindo a antiga visão de trabalho do Agente de Controle de Zoonoses ou Agente de Combate às Endemias (o antigo visitador sanitário vulgo mata mosquito); e no âmbito da justiça e educação o Educador Social.

Arquivo (28 de março de 2015)
http://1.bp.blogspot.com/-HVudf4I2rF4/VRbtR-AU6PI/AAAAAAAABcI/vQUZ24cS3rw/s1600/IMG_20150327_072052740-ANIMATION.gif
Comemorações do aniversário de 450 anos da cidade maravilhosa, reunimos os professores, agentes de saúde, enfermeiros e usuários do Programa Academia Carioca  de todas os CMS e Clínicas da Família da Cap 1.0, para um passeio á Paqueta, onde diversas atividades foram realizadas:

    Café da manhã
    Caminhada
    Alongamento ao ar livre
    Exercícios Aeróbicos

Reunimos todas as Academias na Praça XV , rumo a Paquetá...







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!



https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Brasil: R$ 3.820,00 é o valor do Prejuízo que os ACS's tiveram com o Piso Congelado

Perdas são ainda maiores se aplicada aos Agentes de Combate ás Endemias O SINACS/RJ - Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde do Es...