domingo, 23 de agosto de 2015

CNM deixa claro que as possíveis demissões de ACS’s e ACE’s são de responsabilidade do Governo Federal

Se o Governo Federal não enviar os recursos, os municípios estão passíveis a demitir os trabalhadores

A MNAS – Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (ACS e ACE) esclarece que situação delicada não envolve todos os agentes de saúde. O Brasil possui cerca de 5.570 cidades, das quais 1.793 têm ACS e ACE acima do limite máximo estabelecido, esclarece o coordenador da MNAS, Samuel Camêlo.  Ele também destaca que, embora a Lei 12.994/14 estabeleça um Repasse da União e não um Piso Salarial Nacional, como nos é dito no texto da Lei em tela, os municípios não podem abraçar a omissão da União quanto ao vínculo desses agentes de saúde. Os municípios precisam arcar com o custeio dessa categoria, mesmo que tenha que bancar os 95% que poderá ser cortado pelo Governo Federal. Há apenas duas opções: ou os 1.793 arcam com o custeio dos ACS’s e ACE’s ou terão que adequar o número de trabalhadores. Conforme entendimento da CNM - Confederação Nacional dos Municípios, demitindo o excedente. É obvio que os gestores optarão por demitir o excedente. É justamente por tal motivo que a CNM está emitindo uma nota técnica esclarecendo a situação.

 CNM classificou como omissão o posicionamento da União em relação aos ACS's e ACE', em face dessa situação


A nota técnica elaborada pela CNM
A Confederação Nacional dos Municípios - CNM elaborou uma Nota Técnica  onde explica em detalhes qual o prejuízo aos municipais com a edição das duas Portarias 1.024 e 1.025/2015 do Ministério da Saúde, determinando que as prefeituras que têm número de Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate à Endemias (ACE) acima do máximo estabelecido não receberão a Assistência Financeira Complementar (AFC) de 95% e tão pouco o incentivo de 5% do Governo Federal para arcar com o pagamento desses profissionais. No caso do chamado AFC e incentivo para os Agentes de Combate à Endemias, até a presente data, nenhum município brasileiro recebeu.

Na verdade, essa Nota Técnica é uma espécie de suporte jurídico aos gestores dos 1.793 municípios. Em momento pré-eleitoral, os prefeitos estão municiados para usar essas informações, somada a omissão da União, conforme a própria CNM afirma na referida nota. A realidade é que os trabalhadores vivenciam um momento muito delicado com essa insegurança, sobretudo, em face da ameaça de não haver repasse, por parte do Governo Federal aos municípios.


CNM divulgou: Portarias farão com que municípios arquem sozinhos com agentes comunitários de saúde e de endemias

A situação mais crítica continua sendo dos Agentes de Combate às Endemias que, até o momento, ainda não há uma fonte de financiamento legalmente estabelecida. Isto significa que nenhum dos ACE das 5.570 cidades possui uma fonte de custeio da União. A CNM diz que nenhuma Assistência Financeira Complementar e incentivo para os Agentes de Combate à Endemias foi definida. Apesar dessa situação, entendemos que os municípios não podem ser omissos com essa  responsabilidade de custeio desses trabalhadores. Apesar de a União negligenciar os Agentes Comunitários e de Combate às Endemias, eles continuam sendo funcionários do ente municipal, por tanto, o custeio deles é de responsabilidade dos gestores municipais e estaduais, quando for o caso, esclarece Samuel Camêlo.

Veja Nota Técnica 
Acesse a íntegra das Portarias 1.024/2015 e 1.025/2015
Clique aqui para acessar o decreto que estabelece o número de agentes por Município.

Leia também:
Portarias farão com que municípios arquem sozinhos com agentes  comunitários e de endemias
O Fundo Nacional de Saúde (FNS) Cortou R$ 267,8 milhões dos recursos destinados ao Agentes...
Veja o passo a passo de como acessar os valore repassados pelo Ministério da Saúde
Saiba agora quantos e quem são os Agentes de saúde (ACS e ACE) de sua cidade
Saiba se o seu município recebeu o repasse da União ("Piso Nacional")
Hipócritas e autoritários: Pode-se praticar cristofobia sob o pretexto de combater a homofobia?
Vencimentos de até 3.211,37: Administração regulamenta piso salarial de agentes
Veja o passo a passo de como acessar os valore repassados pelo Ministério da Saúde
População pressiona e vereadores cortam em 74% os próprios salários, para R$ 970 
Quais os Municípios Pagam o "Piso Nacional?"
Vídeo: Coordenador da MNAS fala ao Canal Saúde/Fiocruz sobre o descontentamento
Vereador regulamenta o Incentivo Adicional (14º) aos Agentes Comunitários








Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br




https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif