quinta-feira, 16 de julho de 2015

“O Ministério da Educação quer acabar com a instituição familiar”, reage vereadora

 Teresa Britto e outros vereadores prometem vetar a inclusão da ideologia de gênero no PME

A relatora do Projeto de Lei que institui o Plano Municipal de Educação, vereadora Teresa Britto (PV), caracterizou, durante audiência pública realizada na terça-feira (23/06/15), como “arbitrária” a atitude do Ministério da Educação em incluir o termo “ideologia de gênero” nos planos nacional e municipal de Educação.

LEIA TAMBÉM:
Mais três cidades rejeitam ideologia de gênero em escolas 
Não confunda “ideologia de gênero” com combate à homofobia
'Ideologia de gênero' será desastrosa para crianças, afirma CNBB
Escolas de SP acabam com “O Dia das Mães” e instituem o “Dia dos Cuidadores”. Viva o fim da família, prefeito Fernando Haddad!
Ideologia de gênero deve ser combatida, pois visa destruir a família

O Congresso Nacional já havia retirado o termo do projeto. Mesmo assim, o Ministério da Educação, de forma arbitrária, manteve o termo 'ideologia de gênero' e repassou o Plano para o Distrito Federal, estados e municípios, no intuito de acabar com a instituição familiar”, enfatiza Teresa Britto.

A promotora de justiça da Cidadania e Direitos Humanos do Ministério Público do Piauí, Myrian Lago, diz que a Lei do Plano Municipal de Educação não condiz com os princípios constitucionais.

É “arbitrária” a atitude do Ministério da Educação, diz a vereadora 


Rejeito a ideologia de gênero, pois é segmentar. Este tema existe historicamente e deve ser avaliado do ponto sociológico. Quando se fala em questão de gênero, se fala em ser humano. Mulher é gênero e homem é gênero. Não estamos discutindo a questão LGBT”, enfatiza.

Dentre os encaminhamentos da audiência pública estão: análise das propostas do Sindicato dos Servidores Municipais de Teresina; instituição de emenda modificativa ao projeto nº 136/2015, da Prefeitura de Teresina, que propõe a supressão do termo “gênero” do Plano Municipal de Educação; criação do Programa de Educação Continuada da Criança e do Adolescente; encaminhar ao prefeito Firmino Filho abaixo-assinado com seis mil assinaturas contra a manutenção da ideologia de gênero.

Durante a audiência, também foi definida uma nova reunião
, ainda sem data marcada, para discutir as emendas parlamentares propostas pelos vereadores ao projeto do Plano Municipal de Educação.

Créditos: Divulgação/Asscom Audiência pública na Câmara de Vereadores Audiência pública na Câmara de Vereadores.




 Fale Conosco!Twitter Facebook LinkEdin Youtube Gtalk: samuelcamel@gmail.com Skype: samuelcamelo     







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: www.capitalteresina.com.br

https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif