sábado, 13 de junho de 2015

Agentes Comunitários e Endemias de Salvador definem novas datas para protestos na cidade

*A categoria decidiu realizar paralisação das atividades por 48 horas nos dias 15 e 16 de junho

Mais uma assembleia com os Agentes de Saúde e Endemias de Salvador foi realizada nesta quarta-feira (10). A categoria decidiu realizar paralisação das atividades por 48 horas nos dias 15 (em frente ao Shopping da Bahia) e 16 de junho (em frente a Secretaria de Saúde de Salvador, no Comércio). A próxima assembleia será realizada no dia 19 de junho. Os protestos visam comunicar a toda sociedade o motivo da paralisação das atividades dos trabalhadores.

LEIA TAMBÉM
INSS corta auxílio por depressão a mulher que pôs foto 'feliz' na web
Vereador regulamenta o Incentivo Adicional (14º) aos Agentes Comunitários 
A geração dos bebês superexpostos 
A violência contra mulheres por parte de conhecidos é maior no Norte (3,9%) e no Sul (3,7%)
Projeto regulamenta a insalubridade e Aposentadoria Especial dos Agentes de Saúde 
Homem sequestrado quando bebê reencontra a mãe 41 anos depois
AIDS: 25 milhões de pessoas já morreram e 2,7 milhões são contaminadas a cada ano
Relatório Global sobre a epidemia de aids no mundo
Tuberculose e HIV – 3 em cada 10 soropositivos morrem

Quando os manifestantes chegaram à sede da Prefeitura
, os coordenadores do Sindicato dos Agentes de Saúde e Agentes de Endemias da Bahia (SINDACS-BA), Aldenilson Rangel, Robson Teixeira, juntamente com o Presidente da CUT Bahia, Cedro Silva, e o advogado da entidade sindical, Adolfo Rabello, foram recebidos pelo secretário de Comunicação. Na ocasião, o secretário informou que as reivindicações da categoria seriam analisadas e que em reunião da mesa setorial.

Segundo Robson Teixeira a principal reivindicação da categoria é o cumprimento da Lei Federal que estabelece o Piso Salarial da categoria. “O município alega não ter recurso, e a categoria não aguenta mais ter um salário base abaixo do mínimo vigente no país. Além das péssimas condições de trabalho que esses servidores da saúde encontram no desempenho das suas atividades”, explicou.

O estado de greve da categoria, decretado desde o dia 29 de maio, atrapalha de acordo com a entidade, o trabalho de combate à dengue, chikungunya, zika vírus e leptospirose, além do serviço de vacinação.


*Foto ilustrativa de publicação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil


 Fale Conosco!Twitter Facebook LinkEdin Youtube Gtalk: samuelcamel@gmail.com Skype: samuelcamelo     







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: www.aratuonline.com.br


https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif