terça-feira, 18 de novembro de 2014

WhatsApp: Com uma média de 25 milhões de novos usuários por mês, o WhatsApp é alvo de hackers; saiba como se proteger

WhatsApp é alvo de hackers; saiba como se proteger

Aplicativo tem ganhado, em média, 25 milhões de novos usuários por mês, segundo levantamento a empresa

Veja também:
Presidente do PT admite que 'controlar a mídia' é a prioridade do partido
Manifestantes queimam bandeira do PT; assista ao vídeo
Site lista 13 momentos em que o PT censurou jornalistas, políticos e o próprio povo brasileiro
Envolvimento de Eike Batista com o governo do PT pode gerar escândalo muito maior que o Mensalão
Fundador do PT faz graves denúncias contra o Bolsa Família e o PT; assista

Vale do Silício - A expansão do WhatsApp - que tem ganhado em média 25 milhões de novos usuários por mês, segundo levantamento da própria empresa -, o aplicativo tem virado um dos principais alvos dos invasores de smartphones, segundo especialistas.

Na análise de Rovercy de Oliveira, especialista em segurança da informação da consultora Real Protect, toda ferramenta que é muito utilizada chama a atenção dos usuários maliciosos. A especialista destaca práticas importantes para manter os aparelhos longe dos hackers.

Veja sete dicas para manter seu WhatsApp e smartphone seguros, sem perigo de ter senhas roubados.

- Instale e mantenha atualizado um antivírus
O primeiro passo é instalar e manter atualizado um antivírus, que desde que os celulares adotaram as funções de um computador, se faz cada vez mais necessário.

A medida ajudará o usuário a manter seu celular seguro contra invasões como vírus, trojans, vulnerabilidades no sistema e outras pragas virtuais.

- Apague periodicamente as conversas
Não deixe que o WhatsApp torne-se um arquivo de sua vida. Conforme especialistas, o ideal é que as conversas sejam apagadas periodicamente. Também é recomendado que informações sigilosas, tais como senhas e dados bancários, não sejam transmitidas pela ferramenta, mesmo que para pessoas confiáveis.

- Não receba arquivos de desconhecidos

Evite receber arquivos de desconhecidos, bem como baixar fotos, mensagens de voz ou vídeos quando não tiver certeza da origem do conteúdo. Recentemente, foi descoberto um código malicioso que chega por meio da troca de dados por mensagem e se instala no smartphone de maneira imperceptível.

O malware permite que o invasor acesse arquivos como fotos, conversas no WhatsApp, vídeos, acesso a sua lista de contatos, acesso as suas mensagens de voz e até mesmo interceptar chamadas telefônicas.

- Cuidado redobrado com os grupos
Especialistas recomendam cuidado com o compartilhamento de arquivos em grupos. As informações podem estar infectadas e o risco de ser infectado involuntariamente é ainda maior.

- Atenção com as imagens comprometedoras
Procure não divulgar fotos íntimas no aplicativo de bate-papo para evitar que futuramente seja mais uma vítima da "vingança pornô" ou que as imagens - caso caiam na mão de usuários maliciosos - sejam usadas como uma possível moeda de troca.

- Redes públicas de Wi-Fi
Evite usar as redes públicas de Wi-Fi, que são perigosas não apenas para quem usa WhatsApp, mas para qualquer tipo de aplicativo que transmita dados pela web.

- Bloqueie o smartphone
Uma senha de acesso smartphone para se proteger dos invasores é uma boa medida.

  Fale Conosco!Twitter Facebook LinkEdin Youtube Gtalk: samuelcamel@gmail.com Skype: samuelcamelo     







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte:  Portal UOL