terça-feira, 14 de outubro de 2014

Miopia, hipermetropia ou astigmatismo?

Em uma pessoa normal, os raios de luz passam pela córnea, que é a primeira lente do olho, e quando chegam à outra lente, a retina, eles se juntam em um mesmo ponto para formar a imagem. Esse processo não funciona direito com quem tem miopia ou hipermetropia. Os primeiros enxergam mal de longe, enquanto os hipermetropes sofrem para ver de perto. Quem tem astigmatismo não vê direito nem coisas próximas nem afastadas.


Na miopia, o foco visual se forma antes da retina. Então o paciente tem dificuldade de enxergar de longe. A hipermetropia é o contrário. É quando o foco se forma depois da retina. E o astigmatismo é quando o foco visual, ao invés de se formar em um único ponto, se forma em dois pontos. Pode ser antes e depois da retina. E isso gera uma dificuldade longe e perto. É como se faltasse foco e a visão fica borrada tanto longe quanto perto.

A explicação para tais problemas tem a ver com fatores genéticos. Fatores externos dificilmente geram grau, a não ser que o paciente sofra algum trauma, ou tenha feito alguma cirurgia que altere a anatomia corneana.

O grau está relacionado com a distância entre o ponto em que se forma a imagem e a retina. Esses erros refracionais vão gerar determinados graus. Por exemplo, na miopia, a imagem se forma antes da retina e essa distância entre o ponto que está se formando e a retina é que vai determinar o grau. Quanto maior a distância, maior a necessidade do grau.

Existem três possibilidades de corrigir os problemas. A pessoa pode fazer o uso do óculos para corrigir sem ser definitivamente. Com o uso de lente de contato, a pessoa também consegue corrigir o grau sem ser definitivamente. E existe a possibilidade cirúrgica, na qual o paciente consegue corrigir os três problemas com a cirurgia refrativa. Essa cirurgia é feita com técnicas modernas com laser, onde o médico altera a curvatura da córnea, colocando a imagem que está se formando antes ou depois ou em dois pontos, na retina. Para poder realizar a cirurgia é necessário ter três condições básicas: estabilidade de grau, ter mais de 19 anos, e realizar exames que permitam que a córnea seja mexida.

Presbiopia - A partir dos 40 anos, como todo mundo, a pessoa começa a ter a chamada presbiopia, deficiência de um músculo que faz com que, quando colocamos algo mais perto da visão, percamos o foco do objeto à nossa frente. No momento que esse músculo começa a perder a capacidade de focar, a pessoa começa a esticar o braço e afastar os objetos para serem vistos.

 Fale Conosco!Twitter Facebook LinkEdin Youtube Gtalk: samuelcamel@gmail.com Skype: samuelcamelo     







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: Ministério da Saúde