terça-feira, 7 de outubro de 2014

ELEIÇÕES: Marina sinaliza apoio a Aécio no segundo turno

Candidata do PSB afirmou que tentou honrar o legado de Eduardo Campos e praticamente descartou apoio a Dilma

Apesar da derrota nas urnas, Marina Silva (PSB) chegou à entrevista coletiva em São Paulo, às 21h30min deste domingo, com um sorriso no rosto e um semblante de alívio. Acompanhada de seu vice, Beto Albuquerque (PSB), ela foi recebida por um pequeno grupo de militantes e disse ter feito o possível para honrar o legado de Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e seu parceiro de chapa, morto em agosto em acidente aéreo.

Coordenador Municipal da MNAS defende Agentes Comunitários em Rádio de Pernambuco    

Marina evitou falar na possibilidade de aliança com os tucanos, mas sinalizou a possibilidade de apoiar Aécio no segundo turno ao ressaltar que os brasileiros  mostraram nas urnas que não concordam com os rumos do governo.

O que decidimos é que queremos tomar uma posição conjunta, mantendo nosso programa, que é a nossa referência. Faremos as nossas reuniões. Eu sou a liderança da Rede. O PSB fará a sua reunião. Todos os demais farão. Estaremos dialogando ao mesmo tempo entre nós. Sabemos que o Brasil sinalizou claramente que não concorda com o que aí está — afirmou.

Sobre uma eventual parceria com Dilma, Marina afirmou que "não há o que tergiversar com o sentimento do eleitor" e que tem clareza do que seus votos representam. Por conta disso, é muito difícil que ela ajude a atual presidente a conquistar a reeleição.

Estou aqui, não como derrotada, mas como alguém que sabe que continua de pé, porque não teve de abrir mão dos princípios para ganhar – afirmou.

A candidata do PSB protagonizou uma das mais imprevisíveis disputas eleitorais no país desde a redemocratização. Mas, no fim das contas, teve uma votação pouco maior do que a registrada em 2010, quando fez 19,6 milhões de votos (até as 22h, tinha pouco mais de 22 milhões), e teve de se contentar – outra vez – com o terceiro lugar.

Resultado de uma trajetória de altos e baixos, o desfecho começou a se desenhar em outubro de 2013. Depois de liderar uma mobilização nacional pela criação de um novo partido, a Rede Sustentabilidade, a ex-seringueira teve o pedido de registro negado por falhas na captação de assinaturas.  Passou a ser assediada por diferentes siglas e acabou se aproximando de Campos – que havia apoiado a causa da Rede.

A decisão alçou a dupla ao centro da cena política nacional, na condição de "terceira via".  Com serenidade, Marina aceitou a condição de candidata a vice-presidente na chapa liderada pelo pernambucano e percorreu o país ao lado dele, pregando a "nova política".

A estratégia não foi suficiente para turbinar a candidatura. Mas a situação mudou completamente a menos de dois meses do pleito, com a morte trágica do pernambucano. Em meio à comoção nacional, Marina assumiu o lugar do companheiro, tendo Beto a seu lado. Enfrentou resistências dentro do próprio PSB, mas nada disso impediu o salto nas intenções de voto.

Dois dias após a morte de Campos, ela já aparecia à frente de Aécio. A visibilidade fez com que ela continuasse subindo nas preferências a ponto de ameaçar Dilma. A partir daí, tudo mudou outra vez.

Suspeitas envolvendo o nome de Campos fustigaram a aura de herói nacional. Ao mesmo tempo, os adversários passaram a atacar Marina, que foi ultrapassada por Aécio. Neste domingo, a tendência se confirmou, e ela saiu mais enfraquecida do que em 2010.


 Fale Conosco!Twitter Facebook LinkEdin Youtube Gtalk: samuelcamel@gmail.com Skype: samuelcamelo     







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: Portal ZH