sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Coordenador Municipal da MNAS defende Agentes Comunitários em Rádio de Pernambuco


Da esq. para direita: Locutor Elias Alves (irmão Vinho), Toinho de Tabaiaré e o repórter Danilo. Clique aqui para ter acesso ao debate!

Coordenador da MNAS em Catende/PE, Toinho de Tabaiaré, defende Agentes Comunitários na  Rádio Farol FM

Nesta sexta-feira, 01/08/14, na Rádio Farol FM, Programa Birô de Aço, por volta das 7h30 da manhã, o Coordenador da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde em Catende/PE, Toinho de Tabaiaré, participou do citado programa para defender os Agentes Comunitários de saúde,  contra a acusações de que 80% da categoria não realiza as suas atribuições, conforme denuncias feitas pelo suplente de vereador, José Vieira da Silva Filho.


Toinho participando do desagravo contra os Agentes Comunitários, na Câmara Municipal de Vereadores do Município de Catende/PE

Na última segunda-feira, 28/07, Toinho havia participado do desagravo contra os Agentes Comunitários, na Câmara Municipal de Vereadores do Município de Catende/PE. O agravo contra os Agentes Comunitários foi feito pelo suplente de vereador, José Vieira da Silva Filho. Na opinião dele, dos 89 agentes da cidade de Catende, apenas 80% trabalham. Tais acusações colocaram a categoria em situação delicada, diante da opinião púbica municipal. Segundo José Vieira, o volume de denúncias contra os agentes não são poucas.

Elias Alves, locutor do Programa Birô de Aço

Na Rádio Farol FM, o locutor Elias Alves apresentou a situação delicada em que a categoria ficou com as denúncias e defendeu que há casos em que a ausência do ACS chega a mais de dois anos, ou seja, a mais de dois anos que o comunitários não visita determinada residência de uma certa família. Uma situação extremamente delicada e que tem provocado repercussões sérias, inclusive comprometendo o trabalho dos agentes que cumprem com os seus deveres. Durante a programação, outras reclamações foram incorporadas as queixas existentes, tornando a situação ainda mais grave.

Diante desse quadro crítico, apropriando-se da palavra, com muita tranquilidade, Toinho de Tabaiaré discursou sobre o trabalho do Agentes Comunitários de saúde e suas prerrogativas, desfazendo a falsa ideia de que o trabalhador tem a obrigação de visitar rotineiramente as mesmas residências durante o mês, de que ele tem a obrigação de marcar consultas ou levar medicamentos até os comunitários. Ele também falou de uma experiência desagradável a que foi submetido; ocasião em que um usuário foi até a gestão reclamar por falta de visita ao seu trabalho, quando ele, na verdade, havia feito um dia antes da denúncia. Caracterizando, portanto a predominância de problema de natureza particular e rixosa.

Para encerrar a fala, o coordenador da MNAS em Catende, falou sobre o trabalho da Mobilização Nacional e de seu potencial interativo por meio das redes sociais, levando ao entendimento da população que os Agentes Comunitários de saúde não estão sozinhos, isolados num contexto comunitário, antes pelo contrário, eles estão interligados em todo o país, por meio da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde.







Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: