sexta-feira, 25 de julho de 2014

Agentes Comunitários do Rio de Janeiro estabelecem vitória, depois de 120 dias de greve...

                               V de vitória, mas a luta continua. Em agosto é a vez do INSS e FGTS

Os agentes comunitários de saúde (ACS) de São Gonçalo obtiveram ontem, 23, uma importante vitória: o prefeito Neilton Mulim recuou de sua decisão e resolveu acatar a proposta da categoria em parcelar o retroativo de junho a dezembro deste ano em 6 vezes. O parcelamento inclui o pagamento do 13º salário. A partir de janeiro de 2015, além do piso de R$ 1.014,00 começar a ser pago integralmente, os ACS receberão mais R$ 2.030,00 divididos em 6 parcelas iguais de R$ 339,00 referentes à diferença entre o salário atual e o piso. O adicional de 20% de insalubridade em cima do salário mínimo será depositado normalmente.


Saiba mais sobre este tema acessando:
Jovem De Lauro Müller É Mais Uma Guerreira Na Fila Pelo Transplante De Medula Óssea
Lei Federal 12.994/2014 - Que garante o "Piso Nacional" (Repasse do Governo Federal.
O presidente do SINDSEP-PE*, Sérgio Goiana, fala sobre a importância da valorização dos agentes de saúde.

O novo secretário de Saúde, Dimas Gadelha, que também acumula a presidência da fundação de saúde, entrou em contato com o Sinacs-RJ e anunciou o recuo do prefeito, ao mesmo tempo em que convocou os representantes do sindicato para a assinatura de um termo de intenções entre Executivo e trabalhadores.

Hoje pela manhã, em frente ao Clube Mauá, em manifestação agendada há uma semana, os ACS receberam a boa notícia: "O prefeito entendeu que protelar a decisão só ia complicar ainda mais a sua situação. Hoje à tarde assinaremos o acordo no Ministério Público (do Trabalho) e realizaremos uma assembleia amanhã (25) que deverá aprovar o fim da greve", disse Francisco Vilela, presidente do Sinacs-RJ. O acordo assinado no MPT ainda estabelece reajuste imediato de 7% no salário-base atual retroativos a 18 de junho de 2014 e garantias aos trabalhadores que apoiaram o movimento grevista.

Com o problema da implantação do piso resolvido em São Gonçalo, agora o Sinacs-RJ se concentrará na regularização dos repasses do INSS e FGTS pela prefeitura e na mudança de regime celetista para estatutário. "Vencemos uma batalha importante, mas a luta continua. Em agosto sentaremos com o prefeito para avaliar o cronograma de pagamentos do INSS e FGTS devidos aos ACS, e também negociaremos a migração de regime trabalhista. Vamos continuar firmes e alertas", finaliza Vilela.

No entendimento da Coordenação  Nacional da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde, o Sinacs-RJ juntamente com a sua diretoria e toda a categoria deram um exemplo de luta pela garantia de direitos. Um verdadeiro exemplo não apenas para os agentes de saúde do estado do Rio de Janeiro, mas, de todo o Brasil. Foram 120 dias de greve, precedido de muita luta e, que, indubitavelmente ainda continuará, até que sejam garantidos os acordos pactuados pelo prefeito Neilton Mulim. "Em diversas ocasiões manifestamos o nosso apoio e nos colocamos a disposição dos companheiros e companheiras de São Gonçalo. Colocamos todas as nossas ferramentas interativas a disposição do Sinacs-RJ, comentou Samuel Camêlo.

 Votando ao trabalho, depois da vitória...

Abaixo, Termo de Intenções da prefeitura.

















   
 





Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: