sábado, 5 de abril de 2014

Agentes de Saúde de São Gonçalo, no RJ, Marcham por melhores condições de trabalho


Neilton Mulim, prefeito de São Gonçalo, no RJ, do PR,



Agentes de saúde de São Gonçalo, cidade da Região Metropolitana do Rio, fazem uma manifestação em frente à prefeitura do município

Agentes de saúde de São Gonçalo, cidade da Região Metropolitana do Rio, fizeram uma grande manifestação em frente à prefeitura da citada cidade, ontem. Aproximadamente 200 trabalhadores da Atenção Primária bloqueiam parcialmente o trânsito, reivindicando melhorias nas condições de trabalho e regularização do INSS da categoria.

Segundo denuncias da categoria,  faltam medicamentos básicos para a população e não há a mínima condição de trabalho. Os agentes informaram que não estão recebendo Losartana (para o controle da pressão arterial) e nem Metformina (para pessoas diabéticas). No trabalho nas comunidades os agentes tem receio de encaminhar as pessoas para fazer preventivos nos postos de saúde, em consequência da falta de material para exames - denuncia a agente comunitária de saúde Tânia Ribeiro.

O presidente do Sinacs Rio - Sindicato dos Agentes de Saúde, Francisco Vilela, comentou que, tre outras questões, a prefeitura não repassa o montante retido para o INSS há três anos.


- E recebemos apenas um salário mínimo. É muito pouco - completa Francisco.

O sindicato informou que, dos 1,2 mil agentes, 70% aderiram à greve, iniciada na última quarta-feira, 2 de abril. A prefeitura ainda não se pronunciou sobre as manifestações. 
 
Sobre a retenção do INSS, sem o repasse, fica claro  que pode caracterizar-se improbidade administração e até mesmo sonegação fiscal, é o que defende o Coordenador Geral da Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (MNAS), Samuel Camêlo. Ele defende que “Uma vez que os referidos débitos não foram informados em DCTF, por força no art. 18 da Lei nº. 10.833/2003, com redação dada pelo art. 25 da Lei 11.051/2004, e da exclusão da retroatividade benigna estabelecida no art. 106 do CTN, a multa de 75% pode subsistir. O que penaliza os cofres da municipalidade,” concluiu o coordenador da MNAS. Portanto, os contribuintes de São Gonçalo são diretamente penalizados com tal negligência do gestor.



Chega de Blá, Blá, Blá repasse integral já! Matéria do Jornal Extra de hoje no Caderno "Mais São Gonçalo."

Compartilhem e fortaleça essa luta!


 Em São Gonçalo - RJ A GREVE dos ACS's continua. Manifestação, ontem 04/04/2014, em 
frente a prefeitura.

2 º DIA DE GREVE: CAMINHADA E ATO EM FRENTE A PREFEITURA, A SUBSECRETÁRIA ATENDEU A DIRETORIA RECONHECENDO O DIREITO DE GREVE E AGENDANDO UMA REUNIÃO COM PREFEITO NEITON MULLIN QUARTA FEIRA AS 14 HS, MAS A GREVE CONTINUA COM ATO SEGUNDA FEIRA AS 10HS DA MANHÃ.


Manifestação do dia 04/04/2014, em frente a prefeitura de São Gonçalo/RJ.

2 º DIA DE GREVE: CAMINHADA E ATO EM FRENTE A PREFEITURA, A SUBSECRETÁRIA ATENDEU A DIRETORIA RECONHECENDO O DIREITO DE GREVE E AGENDANDO UMA REUNIÃO COM PREFEITO NEITON MULLIN QUARTA FEIRA AS 14 HS, MAS A GREVE CONTINUA COM ATO SEGUNDA FEIRA AS 10HS DA MANHÃ.



 Terceiro ato

  Terceiro ato

 Terceiro ato


Deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: