sábado, 22 de março de 2014

Agentes de Saúde de Caruaru: Uma categoria forte que resiste a ambição e aos parasitas do pseudo sindicalismo

Contra fatos não há argumentos: Foto histórica da fundação do SINACSE Agreste, no 
dia ‎21‎ de ‎junho‎ de ‎2013. Somente a publicidade pode estabelecer um quórum deste.

Recentemente fomos informados de que os Agentes Comunitários e de Combate às Endemias de Caruaru (PE) estavam sendo pressionados por um grupo de pelegos, elementos que se dizem sindicalistas mas que, na verdade, prestam serviço ao governo, tanto local como estadual. Além desse fato lamentável, a  coordenação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil foi informada de que um pequeno grupo de agentes novatos, envolvidos pelas promessas dos pelegos, estavam tentando desqualificar conquistas históricas da categoria na citada cidade. Diante de tal situação a MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (ACS/ACE) estabeleceu como estratégia inicial alertar os trabalhadores para não se deixarem levar pela AMBIÇÃO doentia dos referidos parasitas e de seus colaboradores.

Estratégia criminosa
Uma das estratégias implementadas pelo grupo que está a serviço dos pelegos (parasitas do pseudo sindicalismo) é a tentativa de desqualificação da luta dos guerreiros e guerreiras caruaruenses, que sempre laboraram para garantir os seus direitos trabalhistas.  A bandeira de luta da categoria em Caruaru tem sido a mesma identificada a nível nacional e, temos a certeza, não desanimarão diante de tais acontecimentos, considerando que eles são fortes!

Na opinião da ACS caruaruense Thaysa Souza, o destino dos agentes de saúde de Caruaru foi decidido em assembleia, isto foi o que impediu que a pequena oposição conseguisse os seus intentos.  Ela comenta:

“...Pessoas que nunca estiveram em reuniões anteriores, saíram as vésperas da fundação (do SINDACSE Agreste), foram as unidades de saúde e zona rural, porque assim fizeram na unidade de saúde em que trabalho, e isto revoltou os ACS, por que foram eles que decidiram, dois anos antes de que eu começasse a trabalhar. E quando chegou na hora da fundação os ACS, em sua maioria, escolheram as pessoas que hoje estão, veja bem, quem quis colocar chapa. Não é conhecido dos ACS, nem ACE, não tinha consultado a maioria, e qualquer um que viesse perderia (para atual diretoria do SINDACSE Agreste), porque, não era do conhecimento e aceitação da maioria, lhe falo isto porque eu participei, e tudo foi e está gravado, a expressão da maioria foi pela fundação do Sindicato daqui (de Caruaru),” concluiu.

Um grupinho de egoístas irresponsáveis
Então, vemos um grupinho de egoístas irresponsáveis tentando desqualificar toda uma construção estabelecida pela categoria caruaruense. Diga-se de passagem, que o tal grupo é formado predominantemente de novatos, que não conhecem a luta da categoria, pessoas que entraram no processo quando tudo já estava prontinho. Agora decidiram ser sindicalistas, como se isso fosse um jogo qualquer. Acreditem, tem um teles que foi candidato a vereador, defendendo o atual prefeito José Queiroz, isto mesmo! Este prefeito está no topo da lista dos prefeitos campeões de insatisfação dos servidores públicos e da própria população, fato já noticiado pelos Jornais locais e por nós.
Bem, se deram mal: arruinados pelas próprias pretensões. Que aprendam de uma vez por todas a respeitar a decisão da maioria, daqueles que realmente são guerreiros/as, que, com suor e lagrimas construíram uma situação mais confortável do que a existente, incomparavelmente.

A Diretoria eleita legitimamente pela vontade da soberana ASSEMBLEIAS dos agentes de saúde de Caruaru (PE). Participação dos coordenador da MNAS, Samuel Camêlo e  Souza diretor do SINDACS-PE.

Um sindicato que já nasceu forte
O SINDACSE Agreste já nasceu forte, considerando que “veio ao mundo,” sob a bandeira da Central Única dos Trabalhadores (CUT), a mais antiga central do Brasil e maior da América Latina.

Sobre a fundação do Sindicato Regional Setentrional do Agreste de Pernambuco, dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias (SINDACSE) é importante lembrar os seguintes fatos:

Todos os procedimentos legais para fundação da referida entidade foram feitos. Sendo o edital de fundação previamente publicado no diário oficial, em jornal de grande circulação em Pernambuco, inclusive alguns blog noticiaram a grande conquista que os nobres companheiros caruaruenses estavam prestes a obter.

A coordenação da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (ACS/ACE), na pessoa de Samuel Camêlo, coordenador Nacional da MNAS acompanhou todo o processo de fundação da referida instituição, inclusive fornecendo suporte sindical.


 Manifestação em defesa do Piso e de reivindicações locais, em outubro de 2013.

A luta dos guerreiros e guerreiras agentes de saúde de Caruaru
É notório que a imprensa local tem feito um magnífico trabalho, dando visibilidade a má gestão do prefeito José Queiroz, para se ter ideia os professores de Caruaru estão a mais de um ano e três meses sem ganhos. Eles têm feito greves, denuncias a justiça e até o momento, não obtiveram resultados favoráveis aos seus pleitos.



Manifestação na frente da Prefeitura de Caruaru, nas portas do impopular prefeito José Queiroz

Insalubridade e outros encaminhamentos   
SINDACSE tem reivindicado a insalubridade e denunciado ao Ministério Público, como é de conhecimento da categoria, considerado que as planilhas probatórias foram repassadas aos trabalhadores. A presidente do sindicato, Ana Regia, e toda diretoria da entidade, juntamente com a categoria continuam lutando. Conscientes de que estes direito independe da vontade da gestão, antes, seja apenas uma questão de tempo e de luta.
Após cobranças do sindicato, a secretaria de saúde adquiriu protetor solar e informou que já encaminhou a licitação dos fardamentos.

Micro-blog da Mobilização a tortura imposta pelo prefeito de Caruaru contra os
Agentes de Saúde de sua cidade. Clique aqui e veja a matéria " Prefeito de Caruaru (PE) tem administração reprovada por Agentes de Saúde."



As negligências do gestor municipal
Realmente quando a gestão tem compromisso, não precisa ser cobrado nada, ela sabe muito bem quais são as suas responsabilidade, a exemplo de diversos municípios como o caso de Barreiros, que a categoria não precisou pedir absolutamente nada, e o prefeito reuniu os agentes de saúde (ACS/ACE) e implantou a insalubridade e paga um salário digno. Outro caso é o de Belo Jardim e Água Preta e muitos outros. 
A educação e a saúde de Caruaru estão aí para mostrar ao mundo como funciona o respeito da gestão municipal com os trabalhadores.

A luta continue e é por isto que em todo o Brasil somos conhecidos como a Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde. Que sempre esteve ao lado da luta da categoria de ACS/ACE em todo o país.

Com a colaboração da ACS Thaysa Souza, direto de Caruaru (PE).