segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Agentes de saúde suspende Atendimento na Finanças, Procuradoria e Secretaria de Saúde de Maceió

 Agentes de endemias fecham órgãos de Maceió e suspendem atividades

Atendimento na Finanças, Procuradoria e Sec. de Saúde foi suspenso.
Agentes cobram melhorias de trabalho e materiais básicos.

Cerca de 400 agentes de endemias invadiram na manhã desta segunda-feira (04) a Secretaria de Finanças, a Procuradoria Geral e também a Secretaria de Saúde de Maceió (SMS). O atendimento ao público foi suspenso e ainda não há previsão para que os servidores retomem as atividades. Eles são contra o Plano Emergencial proposto pela SMS no Combate à Dengue.


 Agentes de endemias ocuparam prédio da Secretaria de Saúde de Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)

De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde de Maceió, Maurício Sarmento, o grupo fez uma caminhada pelas ruas do centro da capital e, agora, estão ocupando a sede da Secretaria de Saúde.

"Eles querem que a gente faça um trabalho em menos de dois meses que deveria ser feito no ano todo. Ficamos dez meses praticamente parados por falta de materiais básicos de trabalho. Eles estão nos usando para não perder a verba fornecida pelo Ministério da Saúde. Agora querem que os funcionários cancelem férias e trabalhem aos sábados para cumprir a meta", frisa Sarmento.

A categoria afirma ainda que não há tempo hábil para treinar agentes de saúde de outros setores para que atuem no Combate à Dengue, como propõe o Plano Emergencial. Os agentes passaram em todas as salas dos prédios para exigir que os funcionários interrompessem os trabalhos e deixassem o local.


                        Com apitos, agentes percorreram salas das secretarias (Foto: Jonathan Lins/G1)

O atendimento ao público que funciona até as 14h foi suspenso uma hora e meia antes. Nenhum dos servidores das secretarias invadidas quiz falar com a imprensa.

Plano Emergencial

Este é o quarto protesto da categoria nos últimos dias. A insatisfação dos agentes foi gerada após o Plano Emergencial de Combate à Dengue apresentado pela Secretária Municipal de Saúde (SMS) ao Ministério Público, no dia 16 de outubro.

 No plano consta que agentes que trabalham em outros programas da Secretaria serão chamados para atuar no Combate à Dengue. Para isso, o coordenador de edemias da SMS, Paulo Carvalho, explica que os profissionais farão uma capacitação.
Foi definido ainda que cerca de 600 agentes vão trabalhar de forma intensa do dia 1º de novembro até fevereiro de 2014, de segunda a sábado.

O secretário de Saúde, Jaelson Gomes, informou que para esse plano emergencial constam algumas das propostas a exemplo da remuneração para os agentes que fazem plantão, além de medidas para reforçar as ações.

Na reunião o promotor Flávio Gomes reforçou a importância de fiscalização das ações para evitar uma epidemia. "O município não está preparado para uma epidemia, por isso as ações emergenciais são tão importantes. E as portas estão abertas para que,a população denunciar", disse.


Deixe o seu comentário no espaço abaixo!
 
Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Blog da MNAS e Jornal dos ACS/ACE: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: g1.globo.com/al/alagoas

Agentes Comunitários de Saúde de Caruaru aprovam novo valor de PMAQ

Agentes Comunitários e de Combate às Endemias lotam a Câmara de Caruaru para garantir novo valor do PMAQ Ontem, quinta-feira (26), os ...