quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Libertem a brasileira Ana Paula e os outros 29 ativistas!


A brasileira Ana Paula Maciel será mantida em prisão preventiva por 2 meses após protesto pacífico. (Foto: © Igor Podgorny / Greenpeace)

Na manhã do dia 18 de setembro, dois ativistas do Greenpeace foram presos enquanto protestavam contra a exploração de petróleo no Ártico, na plataforma Prirazlomnaya, da Gazprom, no Mar Pechora, na costa russa. Eles ficaram detidos a bordo de um navio da Guarda Costeira Russa, sem acusação ou representação legal.

No dia seguinte, com armas em punho, a Guarda Costeira Russa entrou ilegalmente no navio de campanhas do Greenpeace, Arctic Sunrise, enquanto ele ainda navegava em águas internacionais, e prenderam 30 ativistas que estavam à bordo. Entre os tripulantes está a brasileira Ana Paula Alminhama Maciel, de 31 anos, que está conosco desde 2006. Por isso, estamos solicitando a urgente libertação de todos os ativistas, a imediata retirada da Guarda Costeira navio e o fim da exploração de petróleo offshore no Ártico, permanentemente.

Você também pode ligar para a Embaixada ou para os Consulados do Rio de Janeiro e São Paulo para pedir a libertação da nossa ativista Ana Paula.

Embaixada da Rússia:  (61) 3223.3094/4094
Consulado Geral da Rússia em São Paulo: (11) 3814.4100
Consulado Geral da Rússia no Rio de Janeiro: (21) 2274.0097

A promotoria russa apresentou hoje uma acusação de pirataria contra a ativista brasileira Ana Paula Maciel, 31, detida no país desde o dia 19 de setembro.

Além de Ana Paula, também o cinegrafista freelancer britânico Kieron Bryan, contratado pelo Greenpeace Internacional, foi acusado de pirataria. Eles podem ser condenados a até 15 anos de prisão.

Os promotores devem apresentar, nas próximas horas, as acusações para o restante do grupo. Vinte e oito ativistas e dois jornalistas (fotógrafo e cinegrafista contratados pelo Greenpeace Internacional) foram presos na Rússia após um protesto pacífico contra a exploração de petróleo no mar de Pécora. Todos estavam a bordo do navio Arctic Sunrise, que foi ocupado ilegalmente pela guarda costeira russa em águas internacionais.

“A acusação de pirataria está sendo lançada contra homens e mulheres cujo único crime é a posse da consciência. Isso é ultrajante e representa nada menos do que um ataque ao direito fundamental de protesto pacífico”, disse Kumi Naidoo, diretor-executivo do Greenpeace Internacional. “Qualquer alegação de que estas pessoas são piratas é absurda e abominável. É absolutamente irracional e feita para nos intimidar e silenciar. Mas não vamos ser intimidados.”

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Blog da MNAS e Jornal dos ACS/ACE: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: www.greenpeace.org .