quarta-feira, 31 de julho de 2013

Sindicato defende produtividade para 450 agentes governamentais

Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais está realizando reuniões para fechar a pauta de reivindicações da categoria

Cerca de 50 agentes governamentais – entre telefonistas, técnicos de um modo geral, agente social, almoxarifado, assistentes de administração, se reuniram com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba (SSPMU),  ontem (30), na sede da entidade. Em pauta, a reivindicação de produtividade para a categoria.

“Abraçamos a causa deles, pois é muito justa, já que outras categorias possuem o benefício, algumas delas até com salários melhores, afirmou Luís Carlos dos Santos, presidente do SSPMU, logo após o encontro.
De acordo com ele, uma comissão formada por representantes da categoria e da diretoria do sindicato vai levar a proposta ao titular da Secretaria Municipal de Administração, Carlos Bracarense. “Já nas próximas horas vamos procurá-lo para pedir uma reunião”, diz Luís Carlos.

Atualmente, cerca de 450 trabalhadores integram a carreira de agente governamental na Prefeitura de Uberaba. A maioria tem ensino médio, e o salário-base inicial é R$ 678 (valor do atual salário mínimo nacional). Para quem tem nível superior, o salário-base pode chegar a R$ 1,031 mil, e para quem tem pós-graduação, alcança R$ 1,185 mil.

“A produtividade é uma forma de melhorar a situação destes trabalhadores, que são tão importantes para o funcionamento da máquina administrativa”, comenta o presidente do SSPMU. Agente comunitário – Também ontem o presidente do sindicato esteve reunido com o vereador Marcelo Machado Borges – Borjão, e uma comissão de agentes comunitários de saúde, que definiram pauta de reivindicações da categoria. Reunião com o secretário de Saúde, Fahim Sawan, está sendo agendada para essa semana para levar as propostas. Entre os itens estão insalubridade e a implantação do Prêmio Variável de Qualidade – PVQ do Programa de Melhoria de Acesso e Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB). O projeto apresentado por Marcelo Borjão beneficia desde os recepcionistas, técnicos, auxiliares, enfermeiros, assistentes, agentes comunitários, médicos, dentistas, dentre outros.  ”Com isso, poderemos usar melhor e com mais justiça um recurso que já vem do Governo Federal para o Município. Estou direcionando 60% para serem distribuídos mensalmente entre os membros das equipes, conforme o cumprimento das metas pactuadas com o Ministério da Saúde”, concluiu o vereador.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)  
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com  
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs  
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude   
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude   
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum   
Blog da MNAS e Jornal dos ACS/ACE: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: www.jornaldeuberaba.com.br