quarta-feira, 5 de junho de 2013

Prefeitura da Cidade do Recife promete 374 nomeações e 19 unidades de saúde

A Prefeitura do Recife fecha, neste mês de junho, o maior número de nomeações na área da saúde da história do Recife. Serão chamados 374 profissionais, todos concursados, totalizando 627 nomeações no segmento desde janeiro. São novos médicos e agentes comunitários de saúde que estarão atendendo a população a partir do próximo mês.
Em paralelo, a Prefeitura também vai reestruturar toda a rede municipal com investimentos de R$ 134,9 milhões na construção de 19 novas unidades, e na reforma e reconstrução de outros 82 equipamentos. O prefeito Geraldo Julio ressaltou que o plano de ação vai solucionar boa parte dos entraves enfrentados pela população na rede municipal de saúde.
 “O principal problema encontrado hoje nos postos de saúde é, exatamente, a infraestrutura e a carência de pessoal. Então, aqui nós estamos atendendo a tudo isso porque iniciamos um conjunto grande de reformas, além da construção de novas unidades e um grande volume de nomeações. Tudo isso só foi possível graças ao diagnóstico da rede que a nossa equipe fez”, explicou.
O impacto financeiro da nomeação dos 627 profissionais é de R$ 2,3 milhões ao mês. Destes, 133 são médicos de 18 áreas de atuação como psicólogos, odontologistas, clínicos gerais, terapeutas ocupacionais, sanitaristas, pediatras, obstetras, ginecologistas, farmacêuticos, entre outros. Eles atuarão nas unidades do Programa de Saúde da Família (PSF), Unidades Básicas de Saúde (UBS), Serviços de Pronto Atendimento (SPA), policlínicas, maternidades e hospitais, além do SAMU.
NOVAS UNIDADES – R$ 104,5 milhões serão aplicados na construção de 19 novas unidades. Todas serão entregues até o segundo semestre de 2014. Estão nesse pacote a UPA de Campina do Barreto (R$ 6 milhões) e 12 unidades de UBS e USF (R$ 14,5 milhões), além de obras já iniciadas como o Hospital da Mulher do Recife (R$ 58 milhões), a UPA-E do Ibura (R$ 16 milhões) e quatro Upinhas 24h (R$ 10 milhões).
Os outros R$ 30,4 milhões serão aplicados pela Prefeitura na reforma e reconstrução de 82 unidades. São R$ 25 milhões para intervenções em 78 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e Unidades de Saúde da Família (USF’s) e outras já iniciadas como as reformas da Maternidade Barros Lima (R$ 3,4 milhões); Maternidade Bandeira Filho (R$ 1,6 milhão), CAPS René Ribeiro (R$ 200 mil) e USF de Brasilit (R$ 200 mil).
“Todas as obras serão monitoradas, pessoalmente, pelo prefeito, além de termos uma equipe na Secretaria de Saúde para cuidar da fiscalização”, destacou o secretário de saúde, Jailson Correia, depois de pedir que a população também fiscalize o andamento das obras.
A meta da Prefeitura é terminar o ano de 2016 investindo na saúde 20% do orçamento, o que representa 5% a mais que o percentual previsto pela Emenda 29. “Vamos investir 16,25% este ano, 17,5% em 2014, 18,25% em 2015 e fechar 2016 com os 20%”, detalhou o prefeito Geraldo Julio.
Com informações da assessoria - POR BELISA PARENTE

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)

MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Blog da MNAS e Jornal dos ACS/ACE: www.agentesdesaude.com.br