sexta-feira, 3 de maio de 2013

Hospital de Osório registra segundo caso de aplicação de alimento em veia de pacientes

Em seis meses, um idoso morreu e uma idosa está em estado gravíssimo por causa de falha cometida por técnicas em enfermagem

Letícia Costa
leticia.costa@zerohora.com.br

Um erro grosseiro. É assim que o delegado titular da 1ª Delegacia da Polícia Civil de Osório define mais um caso de aplicação de alimento na veia de pacientes registrado no Hospital São Vicente de Paulo, em seis meses.

Assim como em novembro, uma técnica de enfermagem errou o procedimento feito em uma idosa de 91 anos, residente em Maquiné, no Litoral Norte.

A falha ocorrida no ano passado foi fatal e tirou a vida do agricultor José Antônio da Silva, 91 anos, internado por complicações respiratórias. Neste feriado de 1º de maio, o erro poderia ter matado Elsa Erica Linck, 91 anos. Há cerca de dois meses em constantes internações por causa de uma hérnia no estômago, que, segundo familiares, a impossibilita de comer, Elsa precisou ser transferida para o Hospital de Tramandaí e, até a noite desta quinta-feira, estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em estado gravíssimo.

— Na alimentação das 23h de ontem (1º de maio), uma técnica em enfermagem foi colocar a comida e quando ela saiu meu tio foi conferir o que ela tinha feito e se desesperou. Viu que ela tinha colocado a comida na veia do braço ao invés de ligar na sonda do estômago — relata Bianca Pugen, 30 anos, neta de Elsa.

Imediatamente, o filho da idosa fechou o fluxo do alimento e acionou, pela campainha e pessoalmente, a equipe de atendimento. Suando e com dificuldade para respirar, a idosa foi entubada. A família, juntamente com a instituição, conseguiu a transferência para outro o hospital e exigiu que o erro fosse apontado no prontuário.

Nesta quinta-feira, familiares de Elsa fizeram um boletim de ocorrência na Polícia Civil e denunciaram o caso ao Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (Coren/RS).

O delegado titular da 1ª Delegacia da Polícia Civil de Osório, Antônio Carlos Ractz, diz que ainda nesta quinta teve uma conversa informal — por causa da mudança de sede da delegacia — com o presidente do Hospital São Vicente de Paulo, o advogado Francisco Luiz Moro. Assim como no caso de novembro, ele teria admitido a falha da instituição. A técnica em enfermagem que atendeu Elsa na noite de quarta-feira teria pedido demissão.

— Ela cometeu o mesmo erro que a outra cometeu no ano passado. É um erro crasso, porque a dieta de alimentação é em um local e a de medicação em outro, não tem como errar, é despreparo, não tem desculpa — afirma o delegado, que já está com o prontuário de Elsa para analisar.

Um inquérito foi instaurado para investigar o caso, e a profissional pode ser indiciada por lesão corporal culposa. Na quinta-feira à noite, o delegado não sabia informar o nome da técnica em enfermagem. A assessoria de imprensa do hospital disse que apenas Moro falaria sobre o caso. Na noite desta quinta, ele não atendeu às ligações.

ZERO HORA

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Blog da MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: zerohora.clicrbs.com.br