domingo, 5 de maio de 2013

Agentes em Greve: População teme riscos de doenças

Categoria reivindica por melhores condições de trabalho, que segundo a SMS, encontra-se em mesa de negociação

Os agentes comunitários de saúde e endemias da Prefeitura de Fortaleza continuam em estado de greve. Pelo menos 20% da categoria paralisaram as atividades desde o último dia 19 de abril, deixando a população mais vulnerável a doenças típicas da estação. Ontem, pela manhã, a categoria foi recebida por uma comitiva de vereadores na Câmara Municipal.

Nas últimas semanas, a maior parte dos trabalhos realizados está sendo de forma educativa. Sindicato confiscou parte do material FOTO: FABIANE DE PAULA

Desde a última segunda-feira (29), as chuvas estão se tornando frequentes nas manhãs da Capital cearense. O problema é que, com a mudança de tempo, os casos de gripe, viroses e dengue aumentam. Segundo dados da Secretária Municipal de Saúde (SMS), já foram registrados dois casos de morte por gripe do tipo H1N1, por isso, a campanha de vacinação foi estendida até o dia 10 de maio. Com a paralisação dos agentes, as visitas às comunidades com a intenção de prevenir as patologias mais sérias estão cada vez mais difíceis, segundo relatou o caminhoneiro Eusílio de Assis.

"Toda semana tinha um agente passando na rua, fosse pra olhar se tinha foco de dengue ou para verificar os moradores. Mas, nestes dias, eles não passaram e a gente se preocupa, porque sempre escuto alguém dizendo que está gripado. Minha filha foi ao hospital com virose".

Nas últimas semanas, a maior parte dos trabalhos realizados está sendo educativa, utilizando apenas papel e caneta, pois o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias confiscou parte dos instrumentos de trabalho a fim de pressionar a Prefeitura de Fortaleza e a SMS a tomarem uma rápida decisão. "Queremos uma resposta positiva e rápida, porque a população é quem mais sofre com a greve. Mas também não podemos continuar trabalhando, recebendo baixos salários e sem ganhar sequer um protetor solar ou papel e lápis. Queremos mudanças", declarou o presidente do sindicato, Luis Cláudio Souza.

Apesar do período de maior índice de ocorrências de doenças e da necessidade do trabalho dos agentes em campo, o coordenador de Vigilância Ambiental da Secretária de Saúde de Fortaleza, Nelio Morais, considera a paralisação um fracasso.

Segundo ele, os pedidos de melhores condições de trabalho são justos e já estão sendo atendidos, mas a questão salarial deve ser discutida sem ameaçar a saúde da população. "A Prefeitura de Fortaleza adotou uma mesa de negociação", acrescentou.

A categoria foi recebida, ontem, pela Comissão de Negociação da Câmara Municipal de Fortaleza, e o encontro resultou na tentativa, por parte da vereadora Cláudia Gomes, de se marcar uma reunião para a quinta-feira (2) com a Secretaria Municipal de Saúde, conforme esclareceu Luis Cláudio Souza. "Não concordamos com a forma como está sendo conduzida a negociação", disse. Independente disso, ressaltou, o movimento seguirá.

Atividades

Nos arredores da Lagoa da Parangaba, agentes de saúde decidiram não parar as atividades. No bairro, são realizados dois trabalhos, os comunitários de saúde, que verificam pressão arterial, nível de diabetes, acompanhamento de gestantes e vacinação, e os endêmicos, que conscientizam a população sobre o cuidado com os focos de dengue e leishmaniose.

"Não vou parar de trabalhar e de cuidar dos moradores daqui. Eles precisam da gente. Quero que essa greve acabe o mais rápido possível", contou a agente de saúde Jamaica de Oliveira.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Blog da MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: diariodonordeste.globo.com