quarta-feira, 22 de maio de 2013

A Câmara Municipal de São Luís aprova R$ 950,00 para os Agentes de Saúde - ACS e ACE.



Pavão Filho cobra piso para agentes de saúde
O requerimento foi aprovado por unanimidade.

A Câmara Municipal de São Luís aprovou ontem (21), por unanimidade, requerimento do vereador Pavão Filho (PDT) com o objetivo de solicitar ao prefeito Edivaldo de Holanda Júnior (PTC) providências para garantir o reajuste dos salários pagos aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate as Endemias (ACE), conforme determina o piso instituído pelo Ministério da Saúde, através da Portaria 260, de 21 de fevereiro de 2013. A referida portaria ministerial fixa o valor do incentivo para os Agentes Comunitários de Saúde e de Combate as Endemias em R$ 950,00.

Em entrevista à Folha Maranhão, Pavão ressaltou que os trabalhadores têm papel importante na história da melhoria dos indicadores de saúde do País. “Em São Luís, por exemplo, o trabalho realizado por eles foi fundamental para redução da mortalidade infantil.  A implantação do piso salarial é o mínimo que se pode fazer por esses trabalhadores, tão importantes na prevenção de doenças e promoção da saúde”, afirmou o parlamentar.

Pavão Filho justifica o pedido lembrando que o acréscimo nas despesas municipais será suprido no ultimo trimestre de cada ano, conforme prevê a Portaria do Ministério da Saúde, não representando, portanto, nenhum acréscimo às despesas com o funcionalismo público municipal.

“Busco através desse requerimento o cumprimento do pagamento do piso salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate as Endemias por entender que os trabalhadores exercem uma função indispensável à nossa comunidade, e é mais que merecido terem um salário digno, que por lei será repassado pelo Ministério da Saúde e não acarretará nenhum gasto extra aos cofres da prefeitura”, destaca o vereador.

O vereador do PDT destacou ainda o papel que os profissionais exercem na saúde preventiva, e afirmou que o não cumprimento do piso nacional, ensejará a perda da transparência legal.

“Os agentes utilizam instrumentos para diagnostico demográfico e sócio-cultural das famílias em sua base geográfica definida, a microárea. Estes instrumentos são o cadastro atualizado de todas as pessoas de sua microárea e o registro para fins exclusivos de controle e planejamento das ações de saúde, de nascimento, obtidos, doenças e outros agravos à saúde”, relata o requerimento.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Blog da MNAS: www.agentesdesaude.com.br
Fonte: folhamaranhao.com

Campanha Nacional pela Aprovação do PLC 56/17

Bem-vindo ao Canal Especial pela Aprovação do  PLC 56/2017  antigo  PL 6437/16 15/08/2017 -  Diretores do SINDICOMUNITÁRIO-SP protoc...