segunda-feira, 4 de março de 2013

Nomeação de 11 médicos e 55 agentes reforça PSF no Recife

 
Prefeito Geraldo Julio garante que a priorização à Saúde será uma constante em todo o seu governo.

O prefeito Geraldo Julio nomeou, na manhã desta segunda-feira (4), 11 médicos e 55 agentes comunitários para atuarem nas equipes do Programa de Saúde da Família (PSF) do Recife. A medida, somada à nomeação, na última sexta-feira, de seis gerentes para os Distritos Sanitários da cidade, se configura em um reforço no programa. Trata-se da segunda ampliação do tipo tirada do papel em cerca de 60 dias de governo. Em janeiro, Geraldo já havia efetivado 132 Agentes de Saúde Ambiental e Combate às Endemias (Asaces) para reforçar a luta contra a dengue.

O gestor recifense destacou, durante o ato de hoje, que a priorização à Saúde será uma constante em todo o seu governo. “A atenção básica à Saúde cumpre um papel muito importante no Recife. As pessoas precisam desse atendimento no seu bairro. Com a nomeação de servidores efetivos, a gente vai ampliando a equipe e, aos poucos, aumentando o alcance que o programa tem em toda a cidade”, explicou Geraldo Julio.

Após parabenizar os novos servidores pela conquista, o prefeito ressaltou que os agentes comunitários terão uma sala específica para a organização do seu trabalho nas Upinhas 24h, cujo projeto arquitetônico foi aprovado na última sexta. “Queremos que todas as unidades tenham esse espaço dedicado a esses profissionais”, pontuou Geraldo.

Com apenas 21 anos, Diego Paulo conseguiu ser aprovado e ganhou a oportunidade de atuar como Agente Comunitário de Saúde no bairro da Cohab, local onde mora. “Estou muito ansioso e feliz por ter conseguido fazer parte do efetivo da PCR. Quero trabalhar bem, já que essa é a área que gosto, para contribuir com o desempenho que a Prefeitura vem realizando na cidade”, comemorou.

Além dos 11 médicos nomeados, outros 20 profissionais, vinculados ao Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab), do Ministério da Saúde, serão incorporados às equipes do PSF. Com a entrada dos novos agentes de combate às endemias, em janeiro passado, a Secretaria-Executiva de Vigilância à Saúde passou a contar com 927 profissionais que trabalham na eliminação dos criadouros do inseto e na orientação da população.
PSF – O PSF é um modelo de atenção básica que contempla a prevenção e acompanhamento individualizado por equipes com médico, técnico de enfermagem, enfermeiro e agentes comunitários. A Secretaria de Saúde do Recife realiza diagnóstico para definir quais unidades têm prioridade para recebê-los. Conforme o Ministério da Saúde, cada equipe precisa ter um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem e pelo menos cinco agentes comunitários.

Na capital, os principais déficits são de médicos e agentes comunitários. Hoje, 220 médicos de família e 1.316 agentes comunitários atuam no Recife, formando 255 equipes de PSF. Enquanto os médicos são responsáveis por atender aos moradores, os agentes comunitários realizam atividades de prevenção de doenças e agravos, além de visitas domiciliares com o objetivo de dimensionar os principais problemas de saúde da comunidade. Cerca de 60% da população da capital têm cobertura do Programa de Saúde da Família.
Coube ao secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, destacar “o PSF como base do Sistema Único de Saúde (SUS)”. “O SUS é o maior sistema público de Saúde que tem como bandeira a universalização do atendimento. Então, o papel da Prefeitura é reforçar também a base do PSF”, argumentou o secretário.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
FanPage: www.facebook.com/jornalagentesdesaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: recife.pe.gov.br