quinta-feira, 7 de março de 2013

Dia Internacional da Mulher: avanços na saúde

A mulher ao longo dos anos vem conquistando cada vez mais espaço na sociedade. Para isso, foram necessárias muitas mudanças e quebra de paradigmas. Hoje, a mulher está presente na esfera profissional, política e econômica. Essas conquistas não são diferentes no que se referem à saúde da mulher.

No Acre muitas melhorias foram alcançadas. Diversos avanços são notados na saúde da mulher, como por exemplo, a implantação dos programas de acompanhamento à gestação, do pré-natal ao aleitamento materno e atenção básica à saúde da mulher. 
Outro avanço foi a reforma da Maternidade Bárbara Heliodora, que ganhou uma sala de parto humanizado com oito leitos, UTI neonatal e Unidade de Cuidado Intensivo (UCI), garantindo mais comodidade às pacientes.
De acordo com a gerente do Departamento de Ações Programáticas e Estratégica (Dape), Maria Helena Guimarães, além da infraestrutura o governo do Acre vem investindo frequentemente em recursos humanos, ou seja, capacitando profissionais na área de saúde no intuito de oferecer um atendimento mais humanizado para as mulheres acreanas.
A cada dia os profissionais da área técnica de saúde da mulher estão se empenhando em ações que visam o fortalecimento na assistência ao pré-natal, incentivo ao parto natural e redução do número de cesáreas desnecessárias, redução da mortalidade materna, enfrentamento da violência contra a mulher, planejamento familiar, assistência ao climatério, assistência às mulheres negras e população LGBT, além das ações preventivas como câncer de mama e útero. “Todas essas ações visam garantir a saúde da população feminina”, explica Guimarães.
Maria Helena comenta ainda que é importante que a mulher procure o médico de forma rotineira, mesmo que ela não sinta nada, pois certos tumores são mais frequentes em determinadas faixas etárias ou aparecem de forma precoce. “Além dos exames de sangue, a mulher deve fazer essencialmente os exames de Papanicolau, ultrassom transvaginal, mamografia, e densitometria óssea, pelo menos uma vez ao ano. Toda doença é mais fácil tratar quando diagnosticada precocemente”, explica a gerente.

Controle do câncer de mama e útero

O Programa Estadual de Prevenção e Controle do Câncer do Colo do Útero e Mama do Acre trabalha com o objetivo de garantir o acesso ao exame preventivo com qualidade a todas as mulheres de 25 a 64 anos de idade. Com o diagnóstico precoce e o acesso ao tratamento adequado, cerca de 30% das mortes podem ser evitadas. Hoje, no Acre não existe mais demanda reprimida para realização de mamografia. 

Em 2011 foram registrado mais de 3 mil exames realizados no Estado, crescendo em 2012 para cerca de 11 mil (Foto: Assessoria Saúde).


O acesso ao exame de mamografia vem crescendo consideravelmente, principalmente no que se refere ao público alvo que são mulheres de 50 a 69 anos de idade. Só em 2011 foram registrado mais de 3 mil exames realizados no Estado, crescendo em 2012 para cerca de 11 mil.
Para diagnosticar o câncer do colo do útero é feito o exame citopatológico que tem a função de detectar a doença ou alterações celulares que podem dar origem ao câncer do colo uterino como explica Argentina Rocha, gerente da Divisão Estadual do Câncer. “Quanto mais cedo essas alterações forem descobertas, maior a chance de cura e menos complexo e traumático é o tratamento. Normalmente são dadas outras informações neste exame como a presença ou ausência de infecções - candidíase, tricomoníase e bactérias -, além do estado hormonal da paciente”, comenta.
Argentina informa que em 2011 foram realizados mais de 52 mil exames citopatológicos. Já no ano de 2012 mais de 57 mil exames foram realizados. O aumento se deve ao comprometimento do governo do Estado quanto ao fortalecimento do controle do câncer do colo do útero com o acompanhamento e monitoramento, além da qualificação das equipes da Atenção Básica para garantir a qualidade nos exames.

História de superação
A dona de casa Marta Farias (62) conta a sua história de superação ao vencer o câncer de mama. Ela conta que há 13 anos começou fazer um tratamento para menopausa com hormônios, acompanhada por um ginecologista. “Nunca tinha me sentido tão bem. A cada seis meses fazia os exames de rotina, tudo parecia estar perfeito”, diz Maria.
Marta relata que em dezembro de 2000 começou a fazer os exames e tudo estava bem. Em março de 2001, sentiu que tinha um caroço embaixo do braço direito, perto da axila, e começou a preocupar-se.
O caroço não doía, mas incomodava muito, então fui ao ginecologista que me pediu para fazer uma mamografia para diagnosticar o problema, mas que aparentemente parecia ser uma pequena anomalia. Depois de fazer todos os exames solicitados, inclusive a mamografia. Depois de todas as consultas e exames recebi a triste noticia: A senhora precisa operar urgente, é câncer de mama. Fiquei prostrada, me tiraram terra debaixo de meus pés.


Para Marta apesar de todo tormento causado pela doença, a agilidade no atendimento e a atenção dos profissionais de saúde foi importante para que o tratamento fosse eficaz. Ela conta que diagnóstico precoce foi importante para que o tumor não se alastrasse por outros órgãos do seu corpo. A mama direita foi retirada e Marta precisou fazer seis sessões de quimioterapia. O diagnóstico foi dado aqui no Acre e tratamento feito em Goiânia, através do TFD.
“Antes desta horrível surpresa eu não trabalhava, murmurava muito, achava que tudo para mim era difícil de resolver, ou seja, reclamava mais da vida do que aproveitava. Hoje gostaria que todas as pessoas que passam por esse momento acreditem que não serão as únicas, tenham força, coragem e garra para suportar, batalhe sempre a favor da saúde e não contra. Valorize pequenas dores, pois pode ser algo grave”, finaliza Marta.

Programação da Semana da Mulher
Em alusão ao dia Internacional da Mulher que é comemorado em 8 de março, as Secretarias Estadual e Municipal de Saúde irão realizar atendimento de saúde com exames e testes, além de venda de comidas típicas, artesanato, e apresentação de VT Quem Ama Abraça. O evento será realizado a partir das 8 horas, no Novo Mercado Velho.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Jornal dos Agentes de Saúde do BR: www.agentesdesaude.com.br
Fonte na web:  agencia.ac.gov.br/