domingo, 3 de fevereiro de 2013

VOLUNTÁRIOS DE TODO O BRASIL SE UNEM PARA DAR AMOR A SANTA MARIA

Uma semana depois da tragédia, o domingo foi marcado pela solidariedade em Santa Maria. Pela manhã, mais de duas mil pessoas vstidas de branco caminharam juntas em torno do quarteirão da tragédia. No fim da tarde, realizaram um grande abraço coletivo, emprestando “ombros amigos” para quem não tem com quem compartilhar tanta dor, já que o sofrimento é de todos. São pessoas que não se conhecem, nem todas perderam parentes, mas vieram de todo o Brasil com um único objetivo: levar amor a quem enfrenta tanto sofrimento.

Nesse momento, o papel dos voluntários tem sido fundamental para reerguer corações. Os feridos estão sendo cuidados por equipes de saúde, mas a tristeza é algo que talvez só as mobilizações de amor poderão ajudar a suportar. Consolo, abraços, carinho. Chorar com os que choram. “Não dá para não se envolver. A cidade vive um clima de tristeza que parece estar no ar. A revolta está por todos os lugares. Ainda anestesiadas, muitas pessoas parecem “zumbis”: caminham sem parecer ter vida, marcadas pelo sofrimento.”, afirma Fabrício Cunha, um dos voluntários do movimento pernambucano Novo Jeito, que enviou um grupo para apoiar as famílias. O grupo, formado por cerca de 300 pessoas, visitou também os hospitais onde estão internados os feridos. Conversaram com vários deles, ouvindo seus relatos, sua tristeza. Estavam por perto quando todos receberam a notícia de que o Governo do Canadá enviara medicamentos para tratar queimaduras. Todos comemoraram mais uma ação de solidariedade.

Durante as mobilizações deste domingo, muita pessoas tentavam puxar gritos de guerra, de vingança, incentivar a revolta. O foco desses voluntários, no entanto, era “desarmar” as almas e incentivar o amor. Essa sim é a maior necessidade de quem vive a dor dessa tragédia. Ao contrário do que acontece em outros episódios de catástrofes, como enchentes, por exemplo, em que os desabrigados precisam de roupas, comida, remédios, atendimento médico, em Santa Maria a necessidade é uma só: amor. A cidade vive um clima de ódio, revolta, sede de justiça, vingança.

Em todos os prédios altos e pontes da cidade há policiais espalhados com o objetivo de evitar suicídios. Nas paredes, as pichações espalham um triste título: “cidade sepultura”. Sem se conhecer, as pessoas se abraçam, choram umas com as outras. Faltam ombros para acolher tanto sofrimento.

Ainda vai levar um tempo para a cidade se recuperar. Santa Maria clama por amor.

Veja o vídeo que os voluntários estão assistindo na cidade para incentivar ações de gentileza e solidariedade. É da ação #MaisAmor, realizada no Recife pelo movimento Novo Jeito. www.youtube.com/watch?v=kenf7_nxj7s
www.novojeito.com
 

Entrevistas: Fábio Silva – líder do Novo Jeito: 81 9913-6614
Assessoria de imprensa: Lumi Comunicação – 81 3072-4434 / Isly Viana: 81 8901-9127


Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Seja voluntário da MNAS, Clique aqui e nos envie o seu cadastro!
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: www.agentesdesaude.com.br