segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Ato de protesto dos Servidores da Saúde de todo o Brasil

Os constantes escândalos envolvendo dinheiro público, sobretudo, da SAÚDE, tem colocado o Brasil inteiro em estado de alerta. A sociedade não é indiferente a todos esses desmandos que vem ocorrendo em vários estados brasileiros, de forma nacional. E a nossa SAÚDE?  Está em crise.
Diante dessa realidade e dos diversos abusos, no repasse de recursos aos Agentes de Saúde e a sua situação com aprecariedade de seus salários, vindulos de trabalho e condições laborativas, por exemplo, a Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS, propõe uma Grande Mobilização Nacional, a ser realizado no dia 07 de abril, que é o Dia Mundial da Saúde. A proposta é realizamos uma grande ação sincronizada, ou seja, agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias, auxiliares de enfermagem, técnicos de enfermagem e enfermeios de todo o país estarão se manifestando diante dos entes públicos, especificamente da saúde.

Tudo será feito por meio da internet. Iremos indicar previamente as ferramentas que receberão as nossas ações, especificamente, ligadas as secretarias de saúde dos municípios, estados e Ministério Federal. Focaremos sites, blogues, twitter, facebook etc. Tudo isso ocorrerá em um só dia. Além dessa ação, estaremos enviando artigos, matérias, mensagens via micro-blog aos jornais e revistas. "

A ação será direcionada principalmente às mídias sociais. A ação não se limitará apenas a esse dia. Essa data marca o início da manifestação que serão retomadas em datas pré-determinadas, até o próximo período eleitoral (no final de 2014). Para iniciar a ação a MNAS contará com os seus milhares de amigos do Facebook, com centenas de milhares de seguidores no Twitter e de diversos outros meios interativos.

A realidade dos agentes de saúde, no Brasil, é conhecida sob dois prismas. Um deles está relacionado aos resultados do trabalho dos profissionais que realmente trabalham. Tais resultados têm sido extremamente exitosos. Não poderia ser diferente, quando laboramos com o nosso potencial a tendência é bons resultados. Seria diferente se nos acomodássemos e fizéssemos de conta quer laboramos. Se fôssemos negligentes com as nossas obrigações.

O segundo prisma, e infeliz, tem relação com a ausência de qualidade dos meios de trabalho. A precariedade do vínculo de trabalho, que ainda envolve mais de 40% da categoria, aproximadamente, é algo que beira o absurdo relacionado ao gênero. Os baixos salários, a falta de equipamento de protenção individual (EPI). Sem falar dos recursos desviados pelas gestões. Valores que são repassados pelo Ministério da Saúde e que, infelizmente, não chega até os agentes. Em detrimento com essa realidade nos deparamos com gestores afirmando que não dispõe de recursos, contudo, é notório que tais recursos são garantidos aos agentes e repassado diretamente para os cofres das municipalidades. A incompatibilidade do que argumenta, por exemplo, a Confederação Nacional dos Municípios – CNM, que responsabiliza os trabalhadores na tentativa de ocultar as falhas e desvios cometidos pelos maus prefeitos de nosso país.

Em relaçãos aos auxiliares de enfermagem, técnicos de enfermagem e enfermeiros temos a incompatibilidade da jornada de trabalho. Enquanto a jornada de trabalho no serviço público é de 30 horas, na iniciativa privada o profissinal é explorado como escravo. Tal situação faz com que haja diminuição do potencial laborativo, consequentemente reduzindo a qualidade dos serviços prestados a população mais carente de nosso país, que precisa dos servidores públicos da saúde.

Só os agentes de saúde do Brasil, são mais de 320.000 trabalhadores, distribuídos por mais de 5.100 municípios, apoiados pela sociedade de forma ampla. Os auxiliares de enfermagem, técnico de enfermagem e enfermeior, só no estado de Pernambuco, somam mais de 48.000 mil profissionais. Um exemplo do tamonho da ação programada para o dia 7 de abril.

Para que Grande Mobilização Nacional alcance os seus objetivos, se faz necessário que os maiores interessados (agentes de saúde, auxiliar de enfermagem, técnicos de enfermagem e enfermeiros) “vistam essa camisa.”

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: www.agentesdesaude.com.br