domingo, 3 de junho de 2012

Agentes de endemias fazem greve em Crateús


Crateús Os trabalhos de combate à dengue neste Município estão comprometidos, devido à greve dos agentes de endemias. A categoria paralisou suas atividades no dia 4 deste mês. Reivindicam reajuste na gratificação de incentivo (diária de trabalho em campo), melhores condições de trabalho e material. Dos 36 agentes com atuação no campo, 33 aderiram ao movimento. Apenas 11 agentes (três que não aderiram e oito contratados) estão combatendo a dengue no Município, segundo o Sindicato dos Servidores Municipais.

A categoria se encontra em negociação com a Secretaria Municipal de Saúde, mas não chegaram ainda a um acordo. Ontem à tarde ocorreu mais uma rodada de negociações entre grevistas e gestão. A expectativa, de acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais de Crateús, era que a proposta do movimento fosse aceita a fim de decretar o fim da paralisação. A preocupação é com a possibilidade de aumento no número de casos de dengue.

"Esperávamos que as propostas da categoria fossem aceitas para anunciarmos o fim do movimento e todos voltassem ao trabalho. Estamos preocupados com a propagação do índice de infestação da dengue no Município. Infelizmente não houve consenso ainda. O secretário de saúde ficou de avaliar a situação junto ao prefeito municipal e nos retornar na segunda-feira", informou o presidente do Sindicato, Cosmo Júnior.

De acordo com o sindicalista, os servidores buscaram o atendimento de suas propostas desde o início do ano. Pedem o aumento de R$ 2 por dia trabalhado em campo. Atualmente cada agente recebe R$ 13 por dia. Caso entrem em acordo, passariam a receber R$ 15 de diária em campo.

Afirma que a paralisação ocorreu em função do não atendimento da proposta e que na pauta de reivindicações há outros pontos, como material de trabalho (equipamentos e de expediente) para melhor realização do trabalho de combate à dengue, extensão do atendimento na zona rural e realização de concurso público para a função.

O agente de endemias, Hélio Soares, salienta a necessidade do acordo entre as partes, tendo em vista a epidemia de dengue na Capital e a consequente proliferação para o interior. "O acordo é urgente para que os trabalhos de combate à dengue sejam retomados em sua totalidade, pois estamos preocupados com o controle em nosso Município", frisa. Informa que foi realizado apenas o primeiro ciclo e a categoria paralisou as atividades no meio do segundo ciclo".

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) foram notificados 25.935 casos de dengue nos 184 Municípios cearenses. Destes, 11.517 casos foram confirmados em 110 Municípios.

Esses casos foram confirmados em 21 diferentes Células Regionais de Saúde (Cres). Destacam-se os Municípios de Fortaleza e Crato, com 7.681 (67,0%) e 840 (7,2%) do total de casos confirmados, respectivamente. E em Crateús foi registrado este ano quatro casos de dengue. Um no mês de janeiro, outro em fevereiro e dois casos em março. Na região, Quiterianópolis tem maior número de casos (68).

Nas reivindicações, a categoria pede a retomada dos trabalhos de combate à dengue na zona rural. A reportagem tentou o contato telefônico com o secretário municipal de saúde, Humberto César Frota Gomes e não obteve êxito. Os celulares estavam desligados ou fora de área.

Mais informações:
Sindicato dos Servidores
Municipais de Crateús
Rua Coronel Lúcio, S/N
Centro - Inhamuns
Telefone: (88) 3692.3835

SILVÂNIA CLAUDINO REPÓRTER

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Orkut: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=88080356
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum
agente comunitário de saúde, endemias, ava, acs, ace, conacs, ACS Lima
Fonte na web: diariodonordeste.globo.com