quarta-feira, 25 de abril de 2012

Médicos fazem paralisação para negociar com planos de saúde

Médicos de todo o país promovem hoje mais um movimento de reivindicação para tentar uma negociação com as operadoras de saúde.
Divulgação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

Na última terça-feira o Ministério da Saúde, Ministério da Justiça e a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) receberam um comunicado formal sobre a realização de um grande protesto organizado pelos médicos contra as empresas que operam no setor da saúde suplementar.

De acordo com a Assessoria de Imprensa do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), trata-se de um dia de advertência da categoria contra as operadoras que têm se recusado a avançar nas negociações pela recuperação de honorários defasados e pelo fim da interferência antiética entre profissionais e pacientes.

De acordo com o médico pneumologista de Catanduva, Renato Macchione, o movimento teve início no ano passado, mas com poucos resultados positivos nas reivindicações da classe. “Mas abriram-se outros meios de negociação, principalmente com a participação ativa da imprensa. Não existe apenas um fato isolado, mas uma falta de política em longo prazo sobre o financiamento, garantias contratuais com profissionais, entre outros. Precisamos colocar a saúde na agenda do país, como fez a Igreja na campanha da fraternidade”.

Ele explica que de modo geral, o processo de negociação está muito lento e os planos se recusam a fazer ou oferecer e tentam ‘empurrar’ o paciente ao serviço público, sobrecarregando ainda mais o sistema.

“Aqueles que possuem renda maior estão migrando para planos de coberturas em grandes centros ou fazendo outro plano”.

Também ressalta que o protesto é apenas a demonstração, nas grandes cidades, da insatisfação dos médicos e da população quanto ao tratamento que as operadoras têm oferecido a todos.

LOCAL

Em relação a Catanduva, o médico explica que existe uma tentativa de negociação com as operadoras de planos de saúde da cidade, com o objetivo de conseguir alguns parâmetros como:

Reajuste de honorários de consultas e procedimentos, com recuperação das perdas financeiras dos últimos anos;

Definição pela ANS, de nova forma de contratualização, com inserção de critérios de reajuste, periodicidade anual, previsão de negociação coletiva, inclusão de critérios de credenciamento e descredenciamento, glosas e outras interferências que prejudicam o trabalho e atendimento dos pacientes;

Adoção da Classificação Brasileira de Procedimentos Médicos.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Orkut: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=88080356
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum
agente comunitário de saúde, endemias, ava, acs, ace, conacs, ACS Lima
Fonte na web: oregional.com.br