segunda-feira, 16 de abril de 2012

Araçatuba, SP, tem 108 casos de dengue registrados em 2012

Do G1 Rio Preto e Araçatuba
Divulgação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

Agentes de saúde intensificam trabalhos na cidade.
Outras regiões também estão em alerta no combate ao mosquito.

Em Araçatuba (SP) 108 casos de dengue foram registrados desde o início do ano. Esse número é considerado maior do que no mesmo período do ano passado onde foram registrados 61 casos. Os agentes de saúde por conta disso intensificam o trabalho de combate ao mosquito.
Na casa do aposentado Reginaldo Mazarioli, os cuidados para que a dengue não chegue até a casa dele são realizados constantemente. “Eu sempre deixo os pratos dos vasos das flores com furinhos, para a água não ficar parada e também deixo o ralo do banheiro sempre seco. A caixa d'água fica sempre fechada aqui em casa”, diz.
Segundo a chefe do Centro de Controle de Zoonoses, Edna Vargas, o grande problema é que casos como o do aposentado são raros, com isso a dengue se prolifera e ao contrário de todo o estado, a região de Araçatuba, foi a única que registrou aumento nos casos da doença. “O problema é que a grande maioria da população não se preocupa com o combate, já que no ano passado não houve epidemia, mas com isso os casos voltam a subir”, explica.
Para evitar epidemias, a Secretaria de Saúde do Estado investe R$ 40 mi por ano em ações de combate à dengue. Com o dinheiro são realizadas campanhas educativas nas escolas, bloqueios de casa em casa e nos bairros além da nebulização para matar os mosquitos. “As ações que realizamos em toda a cidade buscam combate a proliferação do mosquito, com o investimento essas ações conseguem serem reforçadas”, diz.
Mais a população deve trabalhar junto com os agentes para que todos os criadouros da dengue seja eliminados, a aposentada Irene da Silva Carli é um exemplo de moradora consciente. “A gente não pode deixar um mosquitinho tão pequeno vencer essa luta. Temos que nos esforçar para quem acabem de vez com os atrativos nas nossas casas para a dengue”, relata.
As autoridades de saúde de outras cidades da região também estão em alerta:
Em São José do Rio Preto foram registrados 109 casos de dengue desde janeiro. No ano passado, 11 pessoas morreram por causa da doença na cidade.
Já em Votuporanga, houve uma redução no número de registros. Foram 95 casos suspeitos, apenas seis confirmados. Mesmo assim, agentes da secretaria de saúde fazem visitas de casa em casa para monitorar a situação. Palestras e outras atividades de orientação também são realizadas em escolas e unidades de saúde.
Na cidade de Catanduva, houve registro de 86 casos suspeitos e 11, confirmados. Em Pereira Barreto, dois casos confirmados entre 24 suspeitas da doença.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Seja voluntário da MNAS, Clique aqui e nos envie o seu cadastro!
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Orkut: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=88080356
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum
agente comunitário de saúde, endemias, ava, acs, ace, conacs, ACS Lima
Fonte na web: g1.globo.com