sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Palmas-To: Agentes de Endemias apontam supostas irregularidades

Agentes de endemias reclamam de irregularidades
Divulgação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil   

Estado
Agentes de Endemias apontam supostas irregularidades trabalhistas enfrentadas pela categoria: Semus analisa reclamações

Os agentes de Combate às Endemias fizeram uma reunião com os diretores do Sisemp para expor uma série de irregularidades trabalhistas enfrentadas pela categoria. Dentre as questões apresentadas estão gratificações e carga horária dos servidores. Ao Site Roberta Tum, a Semus informou, por meio de sua assessoria, que as reclamações serão analisadas.
Redação

Na manhã desta quinta-feira, 2, os servidores agentes de combate às endemias, organizaram uma reunião com diretores do Sindicato dos Servidores de Palmas - Sisemp, para expor uma série de irregularidades trabalhistas enfrentadas pela categoria, pedir apoio e uma intervenção do sindicato junto ao Poder Público Municipal.

Dentre as questões apresentadas pelos agentes, constam que com o novo valor do salário mínimo vigente no País, os agentes de endemias estão recebendo vencimento base inferior ao piso nacional, que mesmo acrescido do complemento, não possibilitou, por exemplo, que o auxílio transporte fosse pago em espécie para todos, e por isso existem atos discriminatórios por parte da Secretaria de Saúde, com relação ao pagamento do auxílio, sendo que alguns servidores integrantes de uma mesma categoria recebem o benefício em pecúnia e outros recebem o mesmo benefício no cartão magnético da empresa de transporte urbano.

Durante a reunião foi exposto também, que Palmas recebeu do Governo Federal, só no ano de 2011, R$ 1.792.876,21, destinados a área de combate às endemias, estando previsto para este ano o recebimento de mais de R$1.523.103,42, valores que segundo os agentes estão sendo utilizados para o pagamento de gratificações de forma discriminatória, principalmente para servidores contratados, em detrimento dos concursados.

Reivindicações

Constam ainda nas reivindicações da categoria, compromissos assumidos pela atual gestão que até agora não foram cumpridos como gratificações, carga horária dos servidores que trabalham no processamento de dados, padronização no horário de trabalho, benéficos de insalubridade, e reajustes de gratificações.

Diante das reivindicações expostas pela categoria o Presidente do Sisemp, em parceria com a Assessoria Jurídica enviou ofício ao Secretário municipal de Saúde, Samuel Braga Bonilha, expondo detalhadamente todas as irregularidades declaradas pelos agentes, solicitando que o Secretário acione o departamento de pessoal, para que o mesmo apresente soluções imediatas para o impasse e informando que no próximo dia 8 a categoria vai se reunir novamente para analisar o posicionamento da Secretaria.

Semus analisa

Segundo as informações da assessoria da Semus, a secretaria registrou o recebimento do ofício com as reivindicações e vai analisar o documento, mas ainda não tem como informar uma data para a resposta.

Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Seja voluntário da MNAS, Clique aqui e nos envie o seu cadastro!
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs 
No Orkut: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=88080356 
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum


Fonte na web: robertatum.com.br

Brasil: R$ 3.820,00 é o valor do Prejuízo que os ACS's tiveram com o Piso Congelado

Perdas são ainda maiores se aplicada aos Agentes de Combate ás Endemias O SINACS/RJ - Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde do Es...