quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Ataque contra a Desprecarização dos Agentes de Saúde

Divulgação do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

No último dia 02, a página da Campanha da Desprecarização do Trabalho do Agentes Comunitário de Saúde e Agentes de Combate às Endemias recebeu uma mensagem tentando nos desmotivar. Outras mensagens da mesma natureza foram enviadas por meio de nossos formulários de contato. Além de colaboradores que foram agredidos em decorrência do apoio a essa campanha. Somos indiferentes a este tipo de atitude e, pelo que observamos, ele revela a necessidade de cautela em relação a alguns colegas que afirmam ter zelo ou amor pela categoria. O autor da mensagem, Bruno Senna, acreditamos ser um nome falso ou pseudônimo de uma pessoa egoísta e vaidosa.

Análise da frase: “Não adianta insistir nem eu e nem os meus colegas irão apoiar essa campanha que só cria ilusões! Nunca teremos a categoria totalmente efetivada! Conversei com mais 2 amigos que são diretores de blog de nome e eles têm a mesma opinião. Pode desistir!!! Pode desistir!!! Pode desistir!!!"

Em analise, não sabemos se há alguma verdade nesse texto ou se realmente se trata de “três diretores de blogs.” Esta afirmação pode muito bem ter sido usada para causar algum dissabor entre os menos preparados administradores de blog da categoria. Cabe a cada um examinar a sua consciência!

Na contramão desses fatos, recebemos o apoio de diversas lideranças e colegas que participam dessa luta maravilhosa causa. A razão de ser da proposta de retomar o tema da Efetivação dos Agentes de Saúde já foi retomado a agenda das principais entidades representativas. O drama da precariedade do vínculo de trabalho dos ACS e ACE envolve um contingente aproximado de 40% desses trabalhadores da Atenção Primária, ou seja, 128.000 agentes de saúde.

Obviamente que não podemos viver indiferente a essa realidade simplesmente porque o nosso município realizou a regulamentação da categoria. Isto é um estado de individualismo e negligência sem precedente. A luta de um agente comunitário de saúde ou agente de combate às endemias deve ser a luta de todos. Não podemos nos deter apenas com os “problemas de casa.” Ninguém melhor do que o agente de saúde sabe o que é coletividade.
As palavras do amigo Fábio foram empregadas com bastante propriedade. Ele, que tem larga vivência, na luta pelos direitos da coletividade saber muito bem a essência da luta pela coletividade. Esta bandeira não é de apenas um grupo ou de milhares de pessoas, essa luta deve ser de todos os profissionais agentes de saúde.

A Campanha da Desprecarização do Trabalho do Agentes tem recebido apoio irrestrito da categoria, da maioria esmagadora dos administradores de blogs. Figuras ilustres como Bio de Paulista (PE), Fabio Bandeira (Diretor Secretário Geral do SINDACS -SP), Maria Cristina Simões (Juiz de Fora), Julia Flavia Oliveira Araújo (Goiânia – GO), Sandra Micelli (Pelotas), Luís Senna (Buerarama - BA), Giovana Cristina Schneider (Marechal Floriano - Curitiba- PR), entre outros nomes, inclusive parlamentares. Algumas Organizações Não Governamentais também apoiam essa iniciativa, entre elas a ATMO - Amigos da Medula Óssea.

Se você ainda não aderiu a esta campanha espetacular, esta é a hora. Agora, se seu compromisso com a categoria é apenas no universo do faz de conta, obviamente, que esta campanha é apenas mais uma ilusão. Afinal, quantos estão se aproveitando dessa situação?

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Seja voluntário da MNAS, Clique aqui e nos envie o seu cadastro!
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal

Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum
Fonte na web: bit.ly/MNASJornal